segunda-feira, 30 de junho de 2014

Chucrute pra todo mundo



Não me canso de dizer como o futebol é demais... Quem imaginaria que a toda poderosa Alemanha precisaria da prorrogação para marcar, e se não tivesse marcado dois gols, a Argélia teria levado a decisão da vaga para os pênaltis. Isso mesmo pessoa, Alemanha 0 a 0 com a Argélia no tempo normal e 2 a 1 para os chucrutes na prorrogação. Os gols do jogo foram de Schurlle e Ozil para a Alemanha, para a Argélia marcou Djabo aos 121 minutos de jogo. 

O que aconteceu no jogo? A Alemanha mostrou mais uma vez deficiências defensivas e de ataque. A linha de defesa alemã formada por zagueiros é muito lenta e pouco habilidosa, P. Mertesacker, J. Boateng, B. Höwedes e S. Mustafi, são limitados toda vida. O ataque para completar é pouco eficiente. O volume de jogo alemão, as chances de gol são criadas para que meias e volantes finalizem. Dessa maneira a Alemanha chega mas não marca. A Argélia por sua vez explorou todos esses aspectos, principalmente no primeiro tempo do tempo normal. Jogadinhas de velocidade nos contra-ataques quase derrubam a casa alemã, o baixinho Feghouli que o diga. 

A Alemanha passa de fase onde enfrentará a França no Rio de Janeiro, jogaço de sair faísca.




Gols
A. Schürrle 92'
(Assistência de T. Müller) 
1 - 0
M. Özil 119'  
2 - 0
2 - 1
120'+1 A. Djabou
 
(Assistência de S. Feghouli)

Um comentário:

Gustavo Lucena disse...

Não sei se aconteceu contigo Diego Ivan, mas essa postura mexicana no 2o tempo após o gol de Giovani me fez lembrar do ABC velho de guerra sob o comando de Leandro Campos ou Ferdinando Teixeira. A derrota do México foi uma leandrada autêntica.