domingo, 4 de maio de 2014

Jogos inesquecíveis das Copas do Mundo (9)

Restando apenas 39 dias para o inicio da Copa Mundo FIFA 2014, eu apresento a vocês a nona edição dos Jogos inesquecíveis das Copas do Mundo. Nesta edição temos a desastre do Sarriá, antigo Estádio do Espanyol de Barcelona, já demolido, que abrigou um dos maiores jogos de todos os tempos. O jogo Itália 3 x 2 Brasil, valido pela segunda fase da Copa do Mundo de 1982 realizada na Espanha. Esse jogo valia a classificação para a final da competição, que acabou sendo vencida pela própria Itália ao bater a Alemanha por 3 a 1. O Brasil jogava pelo empate.

Invasão brasileira na Espanha. A confiança brasileira no titulo era tão grande que muita gente saiu do Brasil e passou quase um mês na Europa. Além disso, os vizinhos Espanha e Portugal ainda hoje são dos países com maior numero de brasileiros vivendo por lá. Isso certamente explica as arquibancadas tomadas de brasileiros em todos os jogos da Seleção.

Essa mesma confiança da torcida, a meu ver contribuiu para a eliminação brasileira. Surgiu o sentimento de que o Brasil era time imbatível e isso no futebol não existe. O técnico Tele Santana abusou varias vezes da sorte ao não prever situações defensivas para este time, que ofensivamente era muito bem servido.

O jogo foi realizado em Barcelona, no Estadi de Sarriá, dia 05 de julho de 1982 as 17:15hs. O publico presente foi de 44.000 torcedores. Os gols do jogo foram marcador por Socrates e Falcão para o Brasil, Paolo Rossi marcou os três da Itália. A Itália marcou primeiro, o Brasil empatou e a Itália marcou no final do primeiro tempo. Na segunda etapa o Brasil empatou e a Itália marcou o gol da vitoria no fim do jogo.  

Confira o show de imagens desse jogo.

Torcida brasileira invadiu Barcelona durante a Copa de 1982.

Escalações
Itália: 1- Dino ZOFF, 4- Antonio CABRINI, 5- Fulvio COLLOVATI, 6- Claudio GENTILE, 7- Gaetano SCIREA, 9- Giancarlo ANTOGNONI, 13- Gabriele ORIALI, 14- Marco TARDELLI, 16- Bruno CONTI, 19- Francesco GRAZIANI e 20- Paolo ROSSI. Técnico: Enzo BEARZOT.
Brasil: 1- WALDIR PERES, 2- LEANDRO, 3- OSCAR, 4- LUIZINHO, 5- TONINHO CEREZO, 6- JUNIOR, 8- SOCRATES, 9- SERGINHO, 10- ZICO, 11- EDER e 15- FALCÃO. Técnico: TELÊ SANTANA.

O galinho Zico no auge de sua forma e o volante Claudio GENTILE da Juventus.
GENTILE praticamente anulou Zico durante o jogo.

Paolo ROSSI marcado por três brasileiros, Cerezo do Atlético Mineiro, Falcão e Junior.

Cruzamento na área da Itália. GENTILE como sempre colado em Zico. 

Socrates recebe passe de Zico, que avança e toca no contrapé do goleiro Dino ZOFF.
Brasil empatava o jogo em 1 a 1.

Socrates do Corinthians vai para a comemoração.

Zico e Junior do Flamengo, e Falcão da Roma vão abraçar o doutor. 

No final do primeiro tempo, Cerezo erra o passe na defesa.
A bola sobra para Paolo ROSSI que fica cara a cara com o goleiro do São Paulo Waldir Perez
Placar 2 a 1. 

Eder do Atlético Mineiro tenta marcar de falta.

Falcão protega a bola enquanto ROSSI tenta desarme.

Paolo ROSSI domina a bola com a marcação de Junior.

O Brasil empata o jogo com gol de Falcão, na foto Socrates, Paolo ROSSI, Giuseppe BERGOMI zagueiro da Internazionale, ZOFF e Oscar do São Paulo. 

Falcão recebeu na meia direita cortou para o meio e da entrada da área chutou.

Paolo ROSSI faz grande jogo. Junior e Falcão na jogada.

Brasil parecia querer vencer o jogo. Lance perigoso.
Na jogada o zagueiro Luizinho do Atlético Mineiro, ROSSI e ZOFF.

A Itália chega ao 3 a 2 com mais um gol de ROSSI.
Confusão na área do Brasil, a bola sobra para ROSSI completar.
Na imagem vemos ROSSI, o atacante Francesco GRAZIANI d a Fiorentina, Falcão e Junior.

Italianos comemoram gol.
ROSSI, GRAZIANI, GENTILE, Bruno CONTI da Roma.

Após virada o Brasil teve diversas chances de Gol.
No lance, da esquerda para a direita está Zico, Luizinho, Serginho Chulapa do São Paulo e Socrates

Socrates e Eder Aleixo deixam o gramado do Sarriá.

4 comentários:

Dodô disse...

Gustavo, não sei se foi só o preço. A dúvida, e pra mim continua até agora, se a renda seria dividida ou não, dificultou. esse foi o meu caso, por exemplo.

Luciano disse...

Gustavo, como vc explica a torcida do mequinha colocar mais gente no setor leste, mais caro, que no setor sul, mais barato. Estranho, muito estranho......

Gustavo Lucena disse...

Luciano, os sócios entraram de graça naquele setor, eles tiveram direito.

Luciano disse...

Gustavo qualquer sócio? Até do setor sul do mequinha pode entrar no setor leste da AD?Por que quando o ABC manda o jogo lá eu fico apenas no setor sul?