sexta-feira, 8 de março de 2013

A fatura das contratações desenfreadas de 2011 e 2012 começou a ser cobrada

A herança maldita dos 30 e poucos jogadores trazidos por LC a partir da Série B 2011, + os 10 de perebas de Márcio Goiano, + os 20 perebas de Ademir Fonseca, começa a fazer efeito agora.

Quanto $$ o ABC deixou de economizar com contratações tão ridiculas.

Um dia tal irresponsabilidade iria ser sentida, a fatura seria cobrada.

Segunda-feira estarei lá no Conselho Deliberativo. A situação do futebol profissional não está na pauta, mas devemos forçar a sua entrada.

É hora do ABC reduzir custos drasticamente e radicalmente. Esse balcão de negócios, esse estigma de time de aluguel para os Alex Fabianos e Paulinhos Freires não pode continuar.

Se a pespectiva é de uma campanha fraca na Série B, que seja com um time montado a baixo custo, com teto salarial de acordo com a realidade do clube. Não dar mais para cometer as irresponsabilidades de 2011 e 2012, sob de pena de passar por vexames como o de hoje.

Segunda é o dia  e a oportunidade para começarmos a passar o ABC a limpo.

A pauta tem que ser essa crise, temos que buscar soluções para ela.

4 comentários:

Breno Cardoso disse...

e olhe que vem outro técnico por aí, espero que não queira trazer seus n perebas também

FERNANDO disse...

Gustavo seja a voz da frasqueira nessa reunião do conselho! A diretoria tem que ser questionada por tantos desmandos. Estou indignado com essa situação.

Múrcio disse...

Tem coisas que só acontecem com o ABC. Mesmo sendo um dos poucos clubes do Brasil que tem fama de pagar salários em dia; mesmo pagando salários muito maiores que muitos clubes do mesmo nível; mesmo sendo um clube de estrutura, reconhecido por muita gente do Brasil afora; mesmo sendo um clube de massa (o mais querido do estado), basta atrasar oito dias para haver uma rebelião de jogadores e treinador desta proporção?

Acho engraçado que clubes grandes do país, como Flamengo, Vasco entre outros, tem centenas de jogadores com o clube na justiça, outros diziam que o “clube fingia que pagava e ele fingia que jogava”, outros falam abertamente que estes e outros clubes devem a eles milhões de reais há muito tempo e mesmo assim tem outras centenas de jogadores se oferecendo para jogar nestes clubes.

Será que tem mais coisas por trás desta crise no ABC? O que poderia ser? Está na hora do ABC passar tudo isto a limpo, mesmo que o preço seja perder este campeonato e/ou ser rebaixado para a série C. Não podemos continuar com este “lengalenga” todo ano. Entra ano e sai e a conversa é a mesma: não tem dinheiro.

Ora, se não temos dinheiro para disputar a série B, vamos contratar jogadores que podemos pagar. Vamos disputar apenas o estadual e a série C, o matutão, ou até mesmo campeonatos de bairros. A torcida quer ganhar títulos, quer ver o time ganhando partidas como time grande, nunca disputar campeonatos para não cair.

O ASA e o Campinense vão disputar neste final de semana o título da Copa do NE com jogadores que foram dispensados por nós mesmos e outros times do Nordeste. Sei que o campeonato nacional é mais longo e com estes times eles não vão muito longe, mas nós gastamos fortunas e não fomos longe nem neste regional, imaginem no nacional.

A história mostra todo dia e o ABC mesmo com exemplos como W9 ano passado e Júnior este ano, que fama não ganha jogo, nem jogador caro, com contratos longos vão resolver nossos problemas. Se não temos dinheiro para contratar medalhões, vamos contratar jogadores que podemos pagar.

Por que não contratamos os jogadores revelados pelos times pequenos do campeonato estadual, como Zé Paulo que assinou pré-contrato conosco ano passado e o dispensamos (hoje vai disputar a final da Copa do NE) ao invés de trazer o rejeitos dos campeonatos paulista, gaúcho ou catarinense, como Malaquias, Valdir Papel ou Carlinhos Silva? Por que contratar jogadores em fim de carreira, que só querem um bom e longo contrato para curtirem a cidade enquanto a aposentadoria não vem?

Ao invés de pensarmos em crise, estamos tendo uma oportunidade de ouro para esclarecer de uma vez por todas a real situação do nosso clube. Não temos que ter vergonha de dizer que fizemos tudo errado, estamos endividados e precisamos de ajuda. Seria doloroso saber, mas é mais fácil a frasqueira entender que vamos ter que começar tudo de novo lá na série C, do que ter que ficar marcando passo onde não temos condições de ficar.

Presidente, abra o jogo com todas as letras. A frasqueira agradece.

Múrcio disse...

RESENHA MAIS QUERIDO - http://edmurcio.zip.net/



Tem coisas que só acontecem com o ABC. Mesmo sendo um dos poucos clubes do Brasil que tem fama de pagar salários em dia; mesmo pagando salários muito maiores que muitos clubes do mesmo nível; mesmo sendo um clube de estrutura, reconhecido por muita gente do Brasil afora; mesmo sendo um clube de massa (o mais querido do estado), basta atrasar oito dias para haver uma rebelião de jogadores e treinador desta proporção?

Acho engraçado que clubes grandes do país, como Flamengo, Vasco entre outros, tem centenas de jogadores com o clube na justiça, outros diziam que o “clube fingia que pagava e ele fingia que jogava”, outros falam abertamente que estes e outros clubes devem a eles milhões de reais há muito tempo e mesmo assim tem outras centenas de jogadores se oferecendo para jogar nestes clubes.

Será que tem mais coisas por trás desta crise no ABC? O que poderia ser? Está na hora do ABC passar tudo isto a limpo, mesmo que o preço seja perder este campeonato e/ou ser rebaixado para a série C. Não podemos continuar com este “lengalenga” todo ano. Entra ano e sai e a conversa é a mesma: não tem dinheiro.

Ora, se não temos dinheiro para disputar a série B, vamos contratar jogadores que podemos pagar. Vamos disputar apenas o estadual e a série C, o matutão, ou até mesmo campeonatos de bairros. A torcida quer ganhar títulos, quer ver o time ganhando partidas como time grande, nunca disputar campeonatos para não cair.

O ASA e o Campinense vão disputar neste final de semana o título da Copa do NE com jogadores que foram dispensados por nós mesmos e outros times do Nordeste. Sei que o campeonato
nacional é mais longo e com estes times eles não vão muito longe, mas nós gastamos fortunas e não fomos longe nem neste regional, imaginem no nacional.

A história mostra todo dia e o ABC mesmo com exemplos como W9 ano passado e Júnior este ano, que fama não ganha jogo, nem jogador caro, com contratos longos vão resolver nossos problemas. Se não temos dinheiro para contratar medalhões, vamos contratar jogadores que podemos pagar.

Por que não contratamos os jogadores revelados pelos times pequenos do campeonato estadual, como Zé Paulo que assinou pré-contrato conosco ano passado e o dispensamos (hoje vai disputar a final da Copa do NE) ao invés de trazer o rejeitos dos campeonatos paulista, gaúcho ou catarinense, como Malaquias, Valdir Papel ou Carlinhos Santos? Por que contratar jogadores em fim de carreira, que só querem um bom e longo contrato para curtirem a cidade enquanto a aposentadoria não vem?

Ao invés de pensarmos em crise, estamos tendo uma oportunidade de ouro para esclarecer de uma vez por todas a real situação do nosso clube. Não temos que ter vergonha de dizer que fizemos tudo errado, estamos endividados e precisamos de ajuda. Seria doloroso saber, mas é mais fácil a frasqueira entender que vamos ter que começar tudo de novo lá
na série C, do que ter que ficar marcando passo onde não temos condições de ficar.

Presidente, abra o jogo com todas as letras. A frasqueira agradece.