terça-feira, 1 de maio de 2012

É partir para o ataque

Não tem como fazer diferente. Não tem nada perdido. Não há adversidades que impeçam o torcedor ABCdista de empurrar o seu time.

O ABC tem seus problemas para a formação do time que jogará domingo. Alguns jogadores iniciaram a semana no Departamento Medico em tratamento, Edson, Murilo, Raul e Leo Gamalho. Apenas Edson está descartado, mas por se tratar de uma final, essa turma até de muletas irão pro jogo.

Os dois gols de diferença que o Alvinegro será obrigado a fazer é um resultado factível dentro de qualquer cenário, principalmente quando um time joga com o apoio mássico de sua torcida. Não será fácil, mas não é um resultado de outro planeta.

A torcida tem que estar dentro e fora do Frasqueirão. Comprando ingresso antecipado promocional, levando mulher e menino, mas quem não puder entrar no Estádio, deve estar nas redondezas para impor a supremacia da nossa torcida. É hora de impor respeito.

Não há mais o que criticar, não há mais o que reclamar, é partir pra cima, empurrar, passar por cima e ser mais uma vez campeão. Qualquer coisa diferente disso não é coisa de ABCdista. 

4 comentários:

Breno Cardoso disse...

nunca deixarei de acreditar no ABC, o elenco não é essas coisas todas, tem suas fragilidades, mas tem capacidade de quebrar as pakitas e mostrar que a frasqueira é quem manda no frasqueirão

Anônimo disse...

é a partida da vida de leandro campos...

Múrcio disse...

Acabou a resenha sobre o jogo passado. Agora é arregaçar as mangas e pensar no jogo de domingo. Não adianta mais falar da vantagem que perdemos, nem da forma como jogamos. Vamos focar só no próximo jogo, unindo nossas forças e esquecendo momentaneamente nossas diferenças.
Que bom ver hoje o nosso treinador menos tenso e até consertando um pouco a frase que soltou ontem e soou muito mal. Que bom sentir que muita coisa que os torcedores estão pedindo principalmente através dos blogs, estão sendo ouvidas e comentadas pela nossa diretoria.

BLOG DO MÚRCIO - http://edmurcio.zip.net/

Múrcio disse...

Depois de perdermos o primeiro jogo e da forma como foi, eu mesmo sempre achei que ficou complicado, mas cada jogo tem sua história e o futebol é apaixonante por que nem sempre vence quem joga melhor ou é favorito. Já vi resultado muito mais elástico no primeiro jogo ser revertido no segundo. Espero que neste jogo saibamos pelo menos “achar” o resultado.
Vendo a confusão pela procura dos ingressos, fico me perguntando por que ainda tem gente que se preocupa com a baixa média de público no campeonato. Na hora que tem gente para assistir, não tem ingressos para vender. E vai ter espaço nas arquibancadas sem público, com certeza. Já que se pode utilizar “puleiro” no AZARenão, por que não colocamos “puleiro” no nosso também para eles? Poderíamos colocar nos quatro cantos do estádio. Caberia os 1400 torcedores deles e liberaria aquele módulo todo para a nossa torcida. Se alguma coisa impede a colocação dos puleiros ali, que achemos uma solução. Não podemos é perder público por falta de espaço.

BLOG DO MÚRCIO - http://edmurcio.zip.net/