terça-feira, 1 de maio de 2012

Restou apenas a Frasqueira

O time do ABC é horrível, se não é motivo de desgosto, é motivo para umas boas sonecas na arquibancada ou em casa.

Dentro de campo não mais temos Wallyson, Nêgo, Nildo, Bebeto, Cascata, João Paulo e Leandrão, jogadores que tinham forte poder de decisão e de fazer a diferença nos momentos decisivos.
 
Não há também jogadores símbolos de liderança e raça como  Ben Hur, Ricardo Oliveira e Basílio.

O planejamento deu errado. Os jogadores que estão aí não servem para a Série B, ao contrário do time do Estadual de 2011. Deu para ganhar um turno do Estadual, muito mais  pela fragilidade da concorrência. Contratou jogadores caros, mas com o mesmo nível ou pior que a turma oriunda das categorias de base.  Enfim, mais um ano que o ABC não revela ninguém, o que resulta em prejuízos aos cofres do clube, seja porque contratou jogadores caros que certamente serão dispensados ao fim do Estadual - a Frasqueira não aceitará a manutenção de alguns nomes - seja porque deixou de revelar atletas e com isso apurar a médio-longo prazo dinheiro com a venda dos mesmos.

Leandro Campos está bem desgastado. Diria até que respira  por  aparelhos, pois suas convicções andam aborrecendo até o mais monge dos torcedores. Além da postura tática e das escalações equivocadas, ele bloqueou a revelação de atletas e não deu chances a jogadores com grande potencial, prestigiando apenas os volantes brucutus e jogadores pesadões e com pouca mobilidade e técnica.

Além disso, o time oriundo de onde Judas perdeu as botas está empolgadíssimo, pois seus jogadores jogam com vontade de vencer e muita garra, coisa que falta no elenco ABCdista.

Diante de tal quadro, SÓ RESTOU NÓS, A FRASQUEIRA. Se o ABC for tri, será quase que unicamente por conta da nossa força, da nossa energia para sensibilizar os jogadores que estão aí. 
 
A Frasqueira precisa voltar a campo domingo. Confesso que nós da Frasqueira estamos devendo, independente de não sermos culpado pela apatia dos atletas.
 
Somos o último fio de esperança da instituição ABC FC, A FONTE DE ENERGIA CAPAZ DE REVERTER ESSA SITUAÇÃO TÃO DESFAVORÁVEL, PRINCIPALMENTE NO LADO PSICOLÓGICO.
 
Dane-se se o time é um picolé de chuchu. Dane-se se o treinador não monta um esquema tático que priorize a busca pela vitória. Nós da Frasqueira temos que fazer nossa parte. É a camisa do ABC que está jogando. Temos que forçar os jogadores que vestem o nosso pavilhão a se vacinarem com a adrenalina vinda da Frasqueira.
 
E todos os caminhos levam para o Frasqueirão.
 
DOMINGO É DIA DE EMPURRAR A INSTITUIÇÃO ABC FC RUMO AO TRICAMPEONATO. VAMOS APOIAR O NOSSO CLUBE!
 
A cobrança e a faxina deve ser feita depois do apito final.
 
Até lá, UNIREMOS ESFORÇOS EM FAVOR DO TRICAMPEONATO!
 
Gustavo Lucena

3 comentários:

Múrcio disse...

Assino em baixo tudo que foi dito. O planejamento falhou, o time é ruim, não revelamos ninguém e jogamos sem nenhuma raça. Mas o pior que eu acho é que falta um líder para tentar motivar os jogadores, levantar o moral. Quando faltar futebol temos que partir para cima e ganhar na raça, como faziam Drailton, Pradera, Capitão Edson e muitos outros, mesmo quando o adversário tinha bom time. O que vejo hoje é um amontoado de brucutus achando que vão fazer o placar na hora que quiser.
Perdemos toda vantagem que tínhamos, mas precisamos só da vitória. Basta nosso treinador mudar de atitude e partir para cima de forma ordenada, claro, que vai incendiar o Frasqueirão e vamos ganhar. Estamos em desvantagem e precisamos vencer. Espero que ele queime minha língua e mude de atitude.
.
BLOG DO MÚRCIO - http://edmurcio.zip.net/

Gustavo Lucena disse...

Pradera....só o nome já intimida o adversário....bem lembrado Múrcio.

Paulo Arcoverde disse...

Flávio Anselmo não vai gostar, ou não gostou, o papo alvinegro ter citado o nome de Ben-Hur.