segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Drops do ABC (08/08/2011)

Elenco reduzido?

Muito se tem questionado o fato do ABC estar com um elenco reduzido.

No entanto, verificando o elenco, vemos que existem jogadores que sequer foram usados pelo treinador: Max, Felipe Alves e Victor Hugo.

Há ainda aqueles que só entraram algumas vezes e mesmo assim para jogar poucos minutos, como foram os casos de Samuel, Diego Barbosa, Chimba e Kauê. Desse grupo, apenas Samuel agradou e mostrou um bom potencial.

Ou seja, o que acontece é que o treinador LC montou uma panelinha de jogadores. Mesmo tendo vários nomes a disposição, ele só usa os mesmos atletas, ainda que eles estejam sem condições clínicas ideais para jogar. E nela não participam necessariamente os jogadores mais qualificados, como podemos constatar.

Por isso, além de contratar, o ABC precisará dar uma enxugada no elenco.

Dispensar certos atletas é uma questão de respeito a eles próprios

Por uma questão de bom senso e até mesmo por respeito a pessoa humana dos jogadores, acho que a Direção do ABC tem que rescindir com Malaquias, Alessandro Lopes e Marcos Vinícius.

Não há mais clima p/eles ficarem no Mais Querido, pois além de não renderem o que era esperado deles a maioria esmagadora da Frasqueira não quer vê-los pintado de ouro no clube.

Além disso, ninguém consegue trabalhar e render bem num ambiente que lhe é desfavorável, principalmente se ele não tiver capacidade para reverter o clima pesado, o que é o caso dos atletas que, em 1/3 de campeonato, só trouxeram desgosto, decepções e em alguns casos viraram motivos de chacotas.

Eles fazem falta

Claudemir e Gabriel sem sombra de dúvidas fazem falta ao elenco ABCdista.

Claudemir era a peça ideal no esquema de Leandro Campos para desafogar Cascata, pois era um meia habilidoso e criativo e dividia muito bem as tarefas com o ídolo. Até hoje a Frasqueira não entendeu a sua saída.

E Gabriel vinha numa crescente na reta final do Estadual, pois finalmente havia encontrado a sua real posição, ou seja, um atacante de beiradas, linha auxiliar de Leandrão. O outrora contestado atacante inclusive havia barrado Éderson. Inexplicavelmente, foi barrado em detrimento de Malaquias, mesmo após este atleta ter demonstrado não saber mais jogar futebol.

E com um pouco de mais vontade, o ABC tem sentido até mesmo as ausências de Éverton Cezar e Reinaldo, principalmente com as contusões de Basílio e Ricardo Oliveira, aliados a falta de talento de Marcos Vinícius.

Nêgo e Leandrão precisam ser poupados

É notória a péssima fase de Nêgo.

Tá na cara que ele não desaprendeu a jogar, pois teve um bom começo na Série B e inclusive marcou um gol.

Porém tá na cara que ele não se recuperou plenamente da lesão sofrida, demonstrando muita insegurança nas jogadas e não está rendendo nada.

E Leandrão também vem sendo muito sacrificado, sábado passado jogou machucado e com isso comprometeu o ataque.

É preciso portanto que ambos tenham um tempo hábil para se recuperarem com plenitude.

Mas para isso é preciso que ambos tenham substitutos a altura.

Gustavo Lucena

Nenhum comentário: