quinta-feira, 25 de novembro de 2010

É abrir o verbo para não engasgar

Amigos, vou escrever um texto aqui no Blog e não nos comentários dos posts anteriores. Confesso que queria fugir do assunto, mas como meu dever cívico aqui no Blog é abrir o verbo, resolvi abri-lo.

Quando Natal foi escolhida como sede da Copa de 2014, eu vibrei muito... As postagens de 2008 estão aí para comprovar... Alguém percebeu, ou só eu percebi que 2 anos se passaram? 2008 - 2010 

Quando falaram que o Machadão iria ser demolido, acho que fui uma das pessoas que mais comemoraram em Natal... Taí meu pai, que está sempre comentando no Blog, que não me deixa mentir. Acho que por pelo menos 15 anos dos meus 28, eu comentei com ele do terrível “poema de concreto armado”, cantado em verso e prosa por alguns... Para mim o Machadão sempre foi uma lastima arquitetonicamente falando. Um projeto que já nasceu ultrapassado. Isso sem falar da não conclusão do projeto. Desde jovem sempre usei estes termos para definir o Machadão: “a solução do Machadão é vir a baixo, pense num estádio desconfortável”.

É claro que se ainda der para brigar pela realização da Copa aqui em Natal eu sou a favor. 

Agora fica muito difícil acreditar num secretario que literalmente foge dos jornalistas que o procuram... 

Fica difícil acreditar num projeto que é o mais atrasado de todos... 

Fica difícil acreditar em um governo Estadual e Municipal em situação pré-falimentar... 

Fica difícil acreditar na viabilidade de um projeto futebolístico, se as principais equipes de futebol local já deixaram claro que dificilmente utilizarão a Arena... 

É fácil sim acreditar no superfaturamento da obra...

É fácil sim acreditar na má fé das não licitações...

É fácil sim acreditar na má fé de algumas pessoas envolvidas no processo quando o único ato real pró Copa, foi a demolição de uma creche modelo em qualidade do serviço prestado. 

É fácil falar em fiscalização, se todo o Estado está “aparelhado”. Entendam como quiser...

Amigos, inocência é alguém querer dizer pra mim que esta Copa em Natal hoje é factível. Depois da inexistência de propostas nas licitações, o caminho está livre para a farra. Quer dizer, agora ela só sai na farra mesmo. Farra com o meu dinheiro.

É triste perceber, que uma volumosa soma de dinheiro que serão ou seriam investidos em obras estruturantes, depende da realização da Copa por aqui. Dinheiro que por outras vias NUNCA seria investido em Natal, independente de alianças politicas. Afinal de contas, o péssimo governo Estadual que graças a deus se encerra em 1º de Janeiro de 2011 SEMPRE foi ALIADO do Governo Federal e isso nunca se refletiu em investimentos em nosso Estado. 

Amigos, vou encerrando por aqui, tô me segurando aqui com receio de ser processado. A verdade é que esse tema da Copa extrapolou o âmbito esportivo, é caso de péssimos gestores mesmo, mas a continuar nesse ritmo será caso de policia logo-logo.

11 comentários:

Gustavo Lucena disse...

Rapaz, a Copa tá foda mesmo.

1-No âmbito federal, vemos o Ricardo Teixeira botar uma faca no pescoço do alto clero da política nacional, forçando a União a botar $ dos tributos federais no bolso do rei da cbf. Tudo isso com a complacência de governistas e oposicionistas, afinal a cbf financiou várias campanhas eleitorais em 2010.

Aqui na província vemos a incompetência e a má-fé imperarem.

Protelaram demais a demolição do Machadão.

Vejam em Manaus, lugar onde o futebol está moribundo. O governador não quis saber de trololó e botou abaixo o Estádio Vivaldão, que era muito mais moderno que o Machadão.

Enquanto isso, aqui na província, a Destaque prefere o Carnatal a Copa, o amerda prefere ter o Machadão para jogar do que a Copa, e ainda tem os saudosistas do "poema de concreto armado" que não querem vê-lo abaixo por simples questão de vaidade pessoal.

É um absurdo tanto interesse mesquinho sobrepor ao interesse público.

2-Diego Ivan, acho até que o Planalto mandou uma quantia razoável de investimentos para o RN: UFRN, os vários IFRNs no interior, a mini-refinaria e própria Ponte Forte-Redinha foram financiados com a verba federal.

No entanto, o Governo Estadual não fez o dever de casa, tinha a faca e o queijo na mão, não soube se impor com o parceiro federal e deu no que deu, realizou uma administração pífia com consequências político-eleitorais desastrosas.

Em vários Estados onde houve dobradinha Federal-Estadual - PE,CE,BA,PI,AC,RJ, etc. - os governantes fizeram o dever de casa e com isso seus grupos políticos mantiveram-se no poder.

Aliança com o rei do momento não significa nada. É preciso ter competência. O RN sempre foi um Estado governista e sempre ficou em segundo plano.

E mesmo com Rosalba Ciarlini não tem como ser diferente. O RN é um estado fraco demais para fazer um governo oposicionista ao Planalto, principalmente por causa da reba política que nós temos. A gente conta nos dedos os políticos que são diferenciados.

Daniel Gandour disse...

Ok, acredito realmente que é ingenuidade achar que a Copa está no caminho certo aqui no RN. Mas msm assim acredito q vc n deveria dar graças a deus a posse de uma candidata de um partido de extrema oposição e quase falido. Se já era ruim a conversa sobre investimentos, imagine agora. A verdade é que se Natal ainda tiver a msm base política de sua história, nunca haverá "Aliados" para com o Governo Federal. O sistema partidário aqui existe apenas como desculpa para uma política de clãns, partidarismo aqui é um dos mais arcaicos do País.

Black Ace disse...

O grande erro começou no governo federal, que repetindo a megalomania dos governos militares com a história do "Brasil Grande", meteu o país em duas grandes empreitadas, copa e olimpíada, que vão levar a mais endividamento, corrupção e gasto desnecessário do dinheiro dos contribuintes (Eu, você e todos).
Tenho um parente que foi as copas da França, Alemanha e África, e ele foi firme ao afirmar que deveriam proibir estes eventos em países atrasados, devido a brutal diferença de organização e segurança verificados nestas copas.
Mas o Brasil está longe de ser um país sério.
Pra que serve um dep. federal??? Eu não sei, mas vote em mim que eu lhe conto.

Luciano disse...

O Brasil é um país grande um povo minúsculo!

Diego Ivan disse...

Daniel:

O que comemoro é a saida do PSB do poder...(Partido que votei em 2006) Eu não citei o DEM em momento nenhum...(não votei DEM em 2010) Se será bom ou ruim no poder, só o tempo pode dizer...

O que há de fato hoje é que o RN é um dos Estados que menos cresceram em 8 anos. É um Estado que menos receberam investimentos. Isso é fato. Tudo isso sendo a aliado do governo federal.

Gustavo:

Amigo, você falou em minirefinaria... Eu diria que esse cala boca não passa de um grande posto de gasolina.

O governo Lula no RN não passa de um Criança Esperança de pessimo gosto.

Abraço!!!

Black Ace disse...

"O que há de fato hoje é que o RN é um dos Estados que menos cresceram em 8 anos. É um Estado que menos receberam investimentos. Isso é fato. Tudo isso sendo a aliado do governo federal."

Brilhante esta sua colocação Diego.
Também não votei em Rosalba, mas esta história de dizer que um estado vai se dar mal por não ser da "cozinha" do presidente(a), é furado, vide SP, MG, PR e SC.
O RN perde as coisas, por que não existe político aqui. O que existe é gente atrás de: Dinheiro, Bom salário, Mordomia, Status social e visibilidade. Apenas isso, nada mais que isso.
Nos outros estados também é assim, mas com o diferencial de existir um projeto político de alcance mais geral.
Bola pra frente que o gol contra foi foda!!!

Anônimo disse...

Grande parte do dinheiro que veio para a UFRN foi fruto de projetos da UFRN aprovados em chamadas competitivas ou em projetos continuados junto aa FINEP, ANP e Petrobras. Nao da para comparar, mesmo em quantidade per-capita, os investimentos que foram feitos no Ceara e Pernambuco, por exemplo, com os que foram feitos no RN pelo governo federal. O RN continuou a ser preterido pelo governo federal em relacao a outros estados do NE.

Um amigo meu me disse: Ainda bem que nao veio esse dinheiro todo, senao Dona Vilma se elegeria senadora. Nao votei em Rosalba, mas espero que ela faca um governo melhor do que o ultimo de Vilma.

Gibson Azevedo disse...

Só agora vocês estão achando que não vão acontecer alguns jogos, de terceira, da Copa na nossa cidade? Tudo bem, acalmem-se... Talvez tenhamos os jogos da Cozinha, do Quintal, de Alcova, etc.,etc.,etc...

Olhe gente, na minha modesta opinião, Natal não tem condições de sediar nem partidas de sinuca. Quando muito, umas rodadas de "Porrinha". Vamos ser realistas!

Pra terminar, pergunto ao Daniel Gandour: de que País ele vem, pois que acha que em outros Estados da nossa Pátria mãe gentil, encontram-se aglomerados políticos que não são estribados em clãs inter-relacionados entre si, por laços de compadrios escusos? De onde veio este rapaz?

Alexandre Costa disse...

Apesar de discordar das opiniões da maioria que comentou aqui (pois acho que vcs conhecem a minha), é extremamente salutar essa discussão, política, social, que o PapoAlvinegro trás pra todos. Tento fazer o mesmo lá no BlogARCosta.
Há 30 anos estaríamos todos presos, igual à atual presidenta.
Eu, Diego, Gustavo, Black, até o anônimo ai iamos entrar todos no saco.
Portanto, viva a democracia, viva a internet!

Luciano disse...

Acho que os nobres pessimistas deveriam passar uns dias nas cidades sul africanas depois que a copa passou por lá. Pena que os nobres conterrâneos não poderão mais comparar o antes com o depois......Sugiro perguntar a população se tá melhor ou pior. ....Impressionante que nem hoteis muitas cidades tinham, nem tão pouco futebol...Querendo ou não já temos os dois....Mas o povo daqui?
Esse realmente é muito diferente do sul africano...Apesar dos graves problemas sociais, econômicos e futebolísticos (lá futebol é como rugby para gente), eles apoiaram os jogos pois queriam mostrar para o mundo do que seriam capaz, sem vergonha nenhuma!
Já o nosso povo... Esse tem uma baixa estima que me impressiona!
Esse reclama dos políticos, mas na primeira oportunidade é o primeiro a cortar a fila de automóvel em um retorno da cruzamento!
Apesar dos pesares, sou otimista com tudo! Com meu ABC, com meu país, com minha cidade e por que não com o ser humano? Tenho uma filhinha e por ela que penso e ajo assim!
Já imaginaram como seria deprimente para ela se eu pensasse diferente?
Saudações Alvinegras!

Diego Ivan disse...

Pessimismo é uma coisa, realismo é outra... Faço questão de afirmar... Se Natal ainda tiver chances de realizar com exito o Mundial aqui, que se faça...

Agora vem o outro lado da moeda...

Que preço estamos dispostos a paga?

Deixo apenas a pergunta, pois, já discuti demais sobre esse assunto...