sexta-feira, 11 de junho de 2010

Copa do Mundo #24

A falta de qualidade no meio de campo tanto de Uruguai quanto a França prejudicou a qualidade do espetáculo, talvez por isso o aspecto tático se sobressaiu neste jogo.

No primeiro tempo vimos o Uruguai se defender e explorar os contra-ataques, principalmente com jogadas laterais, explorando a velocidade do Forlan e Soares. A França por sua vez, tentou sem sucesso explorar a velocidade e a qualidade de jogadores como o Anelka e Gourcuff.

Jogadinhas ensaiadas, chutões das defesas e muita movimentação, foram repertório de Uruguai e França. O empate foi justo no primeiro tempo.

Segundo tempo é momento dos técnicos, ambos tentaram mudar a feição do jogo, mas a limitação do Uruguai no meio de campo é gritante.

No segundo tempo o Uruguai fez aquilo que se esperava dele, defesa sólida e velocidade nos pés de Álvaro Pereira, Luís Soares e Diego Forlan. Mas quando o volante Lodeiro, que foi expulso após sua segunda cacetada no jogo, o time uruguaio se fechou mesmo.

A França foi para cima, três atacantes para tentar o abafa, aproveitando-se do jogador a mais e do bagaço que alguns Uruguaios aparentavam.

Resultado, empate no final, péssimo jogo. Bem semelhante aquele jogo Uruguai 0 x 0 França pela Copa Coreia/Japão em 2002. Resultado esse que ressuscita a África do Sul e o México que também empataram o primeiro jogo.

Uruguai jogou em momentos no 3-5-2 e no 4-3-3, dependendo da movimentação dos laterais.

França jogou no 4-3-2-1, no segundo tempo no 4-2-3-1.

Ficha Técnica

Uruguai(0): Muslera; Victorino, Lugano e Godín; Maxi Pereira, Diego Pérez(Eguren), Arévalo, Ignacio González(Lodeiro[expulso]) e Álvaro Pereira; Luís Suárez(S. Abreu) e Forlán. Tecnico: Oscar Tabárez.

França(0): Lloris; Sagna, Gallas, Abidal e Evra; Toulalan, Diaby, Gourcuff(Malouda); Govou(Gignac), Ribéry e Anelka(Henry). Técnico: Raymond Domenech.
Photobucket

2 comentários:

Gustavo Lucena disse...

Não sei porque, mas tô com a sensação de que vai dar África do Sul e México, não necessariamente nessa ordem.

México é um macaco velho em 1a fase, desde 1986 eles superam a fase de grupos, é um time que se não costuma causar surpresas na fase final, tem um bom arranque inicial.

Já África do Sul pode sim surpreender, mas na base da superação, da transpiração e com a energia da torcida. Acho que os africanos estão com mais garra e determinação que os demais concorrentes.

Diego Ivan disse...

Terrível o jogo Uruguai x França. Mas a França pode encaixar, já fez isso anteriormente.