sexta-feira, 14 de maio de 2010

40 anos para chegar a canarinho

O Sexta da Copa de hoje trás a intrigante história de como a Seleção Brasileira de futebol chegou ao padrão de cores que utiliza hoje.
Muitos pensam que a Seleção já surgiu verde e amarela, muito pelo contrario, historicamente sabe-se que existia até uma certa resistência dos mais conservadores em emprestar as cores da Bandeira Nacional ao time de futebol que representava o País. Tanto é assim que o primeiro uniforme da Seleção foi todo branco, com detalhes azuis. 

Em 1914 o que hoje conhecemos como CBF se reuniu e fez o primeiro amistoso com um combinado de jogadores brasileiros. O adversário foi a equipe do Exeter Football Club, que naquela época fazia um tour pelas Américas. O placar foi 2 a 0 para o Brasil e o futebol arte passou longe, num jogo que segundo relatos beirou ao boxe.

Como nos primórdios do futebol no Brasil a coisa era amadora, eu diria mais, a coisa era “peladisitca”. Talvez por isso, combinado com a desorganização tradicional do Brasil é que o nosso time tenha tantos padrões de uniformes desde 1914.

Em 1916 os Brasileiros adotaram a camisa literalmente verde e amarela, mas como já disse, a grita era grande por utilizar as cores da bandeira e por isso o escrete só esse uniforme no 1º Sul-americano realizado na Argentina. Utilizaria pela última vez este uniforme em 1919 em um torneio amistoso, Taça Roberto Cherry.
Entre 1917 e 1918 o Brasil voltaria a vestir branco, mas no 2º Sul-ammericano realizado no Uruguai, varias seleções também vestiam branco e por isso obrigou o Brasil a vestir uma camisa vermelha, única encontrada no comércio uruguaio.

A partir de 1919 camisa branca, calção azul e meião branco, pareciam estar consagrada, já que a Seleção Brasileira jogou suas 3 primeiras Copas(1930 Uruguai, 1934 Italia, 1938 França) desta maneira. Em 1938 durante o Mundial, para o jogo contra a Polônia que também jogava de branco, o Brasil joga pela primeira vez com camisas azuis. Durante a guerra entra 1939 e 1944, provavelmente influenciado pela tendência fascista de Getulio Vargas, o time Brasileiro passou a adotar a camisa azul. 

A partir de 1945 com a vitoria aliada o Brasil volta ao Branco, até a fatídica derrota para o Uruguai na 4ª Copa do Mundo. Desde então o Brasil só vestiu branco mais uma vez, em amistoso em homenagem ao centenário da FIFA.

Como o Branco estava zicado, o Azul volta a tona, mas na verdade um uniforme todo azul, que foi utilizado apenas durante o Sul-americano de 1953.
Em 1953 o jornal Correio da Manhã promoveu uma seletiva para a escolha do novo uniforme da Seleção de futebol, a disputa foi vencida por Aldyr Schlee, Gaúcho que na época tinha 19 anos. Desde então a Seleção veste a amarelinha que conhecemo. 

Em 1958 durante a Copa da Suécia, mais precisamente na final contra os Suecos que também vestiam amarelo. O Brasil adotou a camisa azul e calções e meiões brancos como segundo uniforme oficial da Brasileiro. 

É interessante analisar o quanto o Brasil mudou de cores e padrões durante 40 anos, entre 1914 e 1954. Principalmente se notarmos que Seleções como o Uruguai, Inglaterra e Argentina praticamente não mudaram de padrão desde o primeiro jogo oficial.

Photobucket

2 comentários:

MÚSICA F. C. ! A VOZ DAS ARQUIBANCADAS. disse...

Beleza de aula ! Show de bola.

Parabéns.

Até a próxima.

José Leonardo

Diego Ivan disse...

A idéia é percorrer as Copas trazendo curiosidades, vou ver se arranjo alguma de uma Seleção internacional. Principalmente para encher lingüiça enquanto o ABC não volta as atividades.

Abraço!!!