quarta-feira, 3 de março de 2010

O filho de Pelé que joga bola...

Amigos, eu estou espantado com a comoção gerada pela possível contratação desse tal de Gabriel Pimba.

Esse camarada refugou a sua vinda a Natal uma vez, parece refugar mais uma agora e a turma fica falando como se o camarada fosse o ultimo craque do Brasil.

Pessoal, a coisa tem que funcionar assim; assina o contrato, treina, joga bola e depois a gente fala... Antes disso é dar uma de trouxa. É muito burburinho por nada.

Ele é muito jovem, teve passagens pela Seleção Brasileira de base e só, assim com Yamada e Ranieri. É claro que tem futebol, mas está sem espaço num fraco Atlético Paranaense, por que será?

papoalvinegro@gmail.com

8 comentários:

Gustavo Lucena disse...

O frisson que este atleta está causando acho que se deve muito ao fato de que ele era escalado como titular, deixando Wallyson no banco.

Mas se está vindo para cá é porque não apresentou futebol para continuar por lá.

Vamos ver se seu nível de futebol está acima dos que compõe o elenco ABCdista.

Gibson Azevedo disse...

É bom saber se não tem brega nesta estória. Jogador ainda novo, descartado por equipes no Paraná... Não será colega de Lula, não? É interessante se inteirar, se ele é craque no sinuca, no bozó ou no baralho, pois, boleiros com estas qualificações, já passaram por aqui e não deixaram saudades nenhuma. Vê se não é um pé de cana!...

Alexandre Costa disse...

Eu acho que a coisa é mais para o que eu falei lá no blog vizinho (hehe). Eles dois são de uma empresa cujo dono era funcionário do Atlético à época do presidente anterior. Na atual presidência houve um desentendimento entre todos e sobrou pros garotos, que não estão sendo aproveitados no grupo nem emprestados.

Diego Ivan disse...

Eu entendo, mas falo desta comoção criada em torno do nome principalmente deste Gabriel.

O que eu sei é que estou muito bem de vizinhos hehehe.

Vicente Prudêncio disse...

Acho que é mais uma cortina de fumaça de Flávio Anselmo... Esse cara é Maquiavélico. E preparem o sofrimento, pois se o primeiro turno foi ruim, quero nem ver a cor do segundo. Meu Deus, quem diabo é Leandro Campos no jogo do bicho? Estamos f$%#&, sem norte... Estamos mais perdidos que cego em terra de tiroteio. Salve-se quem puder...

Arthur Calife disse...

Não costumo fazer isso, mas dessa vez discordo de você Diego.

Ele já foi titular da equipe do Atlético-PR, num é fraco não. Wallysson também está sem espaços lá no CAP, mas se viesse, já pensou a repercurssão que ia causar? A mesma coisa é Pimba.

Outro fato dele está sendo bem visto aqui, é devido ao nosso fraco plantel. Ele na frente de Nino é um Deus!

Por isso acho que, juntando as passagens dele pela seleção e base + que já foi destaque no CAP + o nosso plantel fraco, acho que deve causar toda essa comoção sim.

Abraço!

Anônimo disse...

Como Artur Calife disse "deve causar toda essa comoção sim". Vai ver que é por que ele vem jogar na funerária, por isso tanta comoção, já que o time está quase morto.

Diego Ivan disse...

Beleza Arthur, o negocio é que sempre caímos na mesma armadilha, ou vocês esqueceu a comoção criada em torno de Alex Oliveira, Nonato, Fábio Saci, Erandir, Simão, Gaúcho e tantos outros.

Amigo, é como está escrito no texto, contrata, treina e joga, depois a turma começa a festa.

Eu fico imaginando o jogador chegando aqui em Natal, ele deve pensar...

"Rapaz eu não dei nem um treino e a turma já me trata como ídolo, o negocio aqui deve ser mais fácil"

Se os veteranos foram desastrosos imagine uma turma de 20 anos ganhando muito mais que os da terra, vindo do frio de Curitiba, desembarcando numa cidade como Natal... É FESTA , PRAIA e um me engana que eu gosto em jogos e treinos.
Entendeu o problema?

Abraço!!!