domingo, 3 de janeiro de 2010

Vou ter que me pronunciar.

Não queria escrever sobre as contratações do ABC antes de vê-las em ação, mas tenho que me pronunciar sobre o momento atual do Clube, já que muita gente vem dando pitacos desnecessários mesmo sem conhecer os atletas, sem estar por dentro das ações administrativas, ou pior, por pura vontade de gerar turbulência.

Como bem destacou o Gustavo Lucena no texto anterior, o ABC vive uma dura realidade em 2010, realidade bastante conhecida pelo torcedor Alvinegro na ultima década, mas parece que nós nos esquecemos dessa realidade devido aos bons resultados de 3 anos atrás.

A situação atual do Clube é triste e sem duvida traumatizante. Uma grande divida e rebaixamento no Brasileirão, tornando o ABC em mais um exemplo do que acontece em Clubes do nosso velho Nordeste de guerra. A nova diretoria alvinegra tem que ter um voto de confiança do torcedor, pelo menos para ter o direito de começar um trabalho, mas isso não quer dizer que essas novas cabeças tenham carta branca. É assim que pretendo tratar do assunto.

É certo que algumas caras novas na administração alvinegra, tendem a causar algum espanto ao aplicar o mínimo de profissionalismo exigido pelo capitalismo futebolístico.

Sobre os contratados, poderia falar sobre o goleiro Yamada, que já vi jogar e não gostei a época, ou da permanecia de Ivan que se arrastou em 2009, mas na realidade o fato é que apenas quando essa turma entrar em campo é que eu poderei falar a respeito. Estou pensando em acompanhar os treinamentos das próximas semanas, mesmo que apenas os juniores tenham condições físicas de realizar trabalhos com bola.

O Didi Duarte é um caso a parte, esse sim um homem do futebol. Apesar de não ter vestido a camisa do ABC como jogador, como técnico sempre fez trabalhos dignos de nota no ABC, principalmente no que diz respeito à revelação de jovens valores. Gosta de trabalhar com jovens e obtém resultados a partir disso, nem de longe é unanimidade, mas a torcida sabe da honestidade de seus procedimentos.

Para finalizar digo que 2010 é um ano de oportunidades, em todas as esferas que envolvem o futebol do Mais Querido.
  1. O presidente Rubens Guilherme tem a oportunidade e os meios de mudar administração esportiva potiguar através do ABC, ou de consagrar o modelo de gestão que perdura desde 1915.
  2. Didi Duarte tem um ano para acabar com a política do “o que é bom vem de fora”, ou consagrar essa mesma política.
  3. Os jogadores formados no ABC tem uma temporada para dar o seu grito de liberdade, ou de deixarem escapar vagas de emprego para os que vem de fora.
  4. A torcida terá um ano para tomar o seu Clube de volta, ou entregar-lo de bandeja a aquela corja que se aboletou durante mais de uma década dentro do ABC.(Nem todos participaram desta corja mesmo trabalhando no alvinegro)
papoalvinegro@gmail.com

4 comentários:

Anônimo disse...

O ABC é maior que as oposições estabelecidas pela imprensa marrom do estado. O rival é o corruptor e a maioria dos profissionais da imprensa, são acessíveis a propina, isso não vai acabar. Portanto, temos que dar respostas como:
1- Não ler e nem ouviros esses marginais do esporte do nosso estado;
2- Fazer nossas compras nas empresas que ajudam o ABC;
3- Assistir os treinos quando puder e sempre e acompanhar o ABC nos próximos jogos no capeonato estadual.

Ass: Holanda

Diego Ivan disse...

É Holanda, não sei se me fiz entender, talvez por ainda estar sob efeito dos festejos de final de ano.

Vc tem razão, mas não toda, o que eu sugiro é que independente do que saia na imprensa o torcedor se envolva mais nas coisas do ABC.

É hora do torcedor Alvinegro retomar a posse do Clube, fazer valer a sua voz de sócio e contribuir de alguma maneira com o Clube.

Abraço!!!

Paulo Trigueiro disse...

Segundo entrevista do atual pres. Rubens Guilherme o futebol do Mais Querido foi entregue a Leonardo Arruda, Poty Jr (vice-presidente) e Flávio Anselmo. Creio que entendi o início da administração do presidente, onde delega poderes para outras pessoas e depois cobra os resultados.
Não concordo em chamar a velha diretoria de ladrões (ou corja), mas se você tem alguma prova concreta de roubo no ABC, que venha a público e mostre.
Falar é fácil, assim como escrever, o difícil é fazer.
Faça algo pelo seu clube, mostre onde e quando ele(ABC FC) foi roubado.
Um Feliz 2010.

Diego Ivan disse...

Paulo, talvez corja tenha sido um termo pesado, mas fiz questão de ressaltar que existem boas pessoas dentro da turma que saiu, dentre elas o proprio Judas Tadeu.

Abraço!!!