sábado, 3 de outubro de 2009

Nem no carnaval tem tanta gente rebolando

O ABC perdeu para o Ipatinga por 2 a 1. Os gols do jogo realizado agora pouco foram de Alex Silva e Evandro para o Ipatinga, Gaúcho para o ABC.

Não quero falar muito sobre o jogo de hoje, afinal de contas o que há para comentar de uma derrota em que 70% do jogo a equipe alvinegra ficou com um jogador a mais, além disso, ficou mais 20 minutos com dois a mais.

Só posso fazer alguns destaques individuais, mesmo que não exista muita a ser destacado.

Talvez a única coisa que eu possa comemorar seja o gol de Gaúcho, estava na hora de um atleta tão importante quanto ele voltar a marcar, gols de falta costumam desequilibrar partidas.

A contusão de Ricardinho certamente deverá prejudicar o rendimento da equipe, problemas musculares geralmente levam aproximadamente duas semanas para ser solucionado. Certamente um prejuízo técnico grande.

É incrível o péssimo momento do jogador Bosco, nas ultimas cinco rodadas somente acertou aquele cruzamento do gol de Negão na ultima partida. Má fase mesmo.

O técnico Flavio Lopes não errou durante o jogo, fez as alterações que deveria, colocou um time bem escalado em campo e mexeu ofensivamente quando preciso.

Certamente pouca coisa a se destacar nesta partida, talvez por culpa da euforia provocada pelos últimos resultados, mas o fato é que o ABC entrou em campo de maneira desleixada e por isso perdeu grande oportunidade de vencer um adversário de igual estatura.

Vou encerrando por aqui, o ABC jogará na próxima sexta-feira contra o Ceará as 21:00hs no Frasqueirão. Sem querer ser arrogante, mas é vitória e vitória, outra coisa não será admitida.

Ficha Técnica

Estádio: Ipatingão, Ipatinga-MG.

Árbitro: Wagner Reway/MT.
Assistente 1: Lincoln Ribeiro Taques/MT.
Assistente 2: João Leite Pimenta/MT.
4º Árbitro: Cleisson Veloso Pereira/MG.

Ipatinga(2): João Carlos; Alex Silva(1), Alessandro Lopes, Léo Oliveira e Marinho Donizete (Evandro(1)); Fernando Miguel, Max Carrasco, Leandro Brasília e Francismar (Reina); Diego Silva e Marcelo Ramos (Max).Técnico: Emerson Ávila.

ABC(1): Thiago Cardoso; Rafael Pedro, Gaúcho(1) e Fabiano (João Paulo); Marquinhos Mossoró, Augusto Recife, Alexandre Oliveira (Bosco), Ricardinho (Zé Eduardo) e Bruno Barros; Selmir e Júnior Negão.Técnico: Flávio Lopes.

Photobucket

5 comentários:

Gustavo Lucena disse...

Essa derrota teve e muito o DNA do treinador FL.

Mais uma vez ele escalou o time exageradamente defensivo ao jogar sem ala-direita (ora bolas se não queria escalar Bosco por este está em má-fase, por que não usar Chiquinho?), recuar Ricardinho para o meio e ainda colocar Selmir no ataque (rapaz, eu não entendo essa tara do treinador por Selmir, que não tem feito nada nos jogos).

Com Ricardinho recuado no meio, ele ficou muito propenso a levar porradas e a gente sempre via 3 ou marcadores em cima dele.

A derrota do ABC aconteceu pela apatia dos jogadores, mas também pelos erros de escalação cometidos por Flávio Lopes, que travou qualquer possibilidade do ABC apresentar um futebol minimamente ofensivo.

Diego Ivan disse...

Não concordo Gustavo, não vejo o que FL pudesse ter feito para melhorar o desempenho da equipe.

Quem entraria no time e mudaria a cara do jogo?

Acho que ninguém, muito menos o claudicante Chiquinho, que tem o seu futebol no diminutivo.

Ricardinho no meio não é a minha opção(se treinador fosse), mas o fato é que nada explica uma contusão muscular, que foi o caso.

Lamentavel foi a postura do elenco, bolinha pro lado, chutinho e só.

Fazia tempo que não via uma equipe jogar tão mal como mandante, e o alvinegro ainda conseguiu ser pior, senão fosse Gaúcho o ABC não teria feito nada.

Jogar a responsabilidade pra cima do técnico nessa hora é fácil. É hora de reconhecer e assumir as responsabilidades e se preparar para que jogos como esse não se repitam em casa.

Abraço!!!!

Rodrigo disse...

Esta derrota estava nos planos, não é nenhuma catástrofe perder fora de casa, a nossa vitória fora virá contra Duque ou Campinense, este último, possivelmente, já estará rebaixado na penúltima rodada. Mudando de assunto, vocês viram a "narração" do gaúcho da Rádio América no gol do ABC? , quase que não saía, e a agonia dele dizendo que o jogo já havia terminado antes do juiz apitar o final? Ridículo, queria $aber o que ele ganha com i$$o.

Gibson Azevedo disse...

Poucas vezes eu vi um time de futebol, explicitamente, pedir para ser derrotado, do que o Mais querido no último Sábado. O seu adversário, o Ipatinga, com todo o respeito, deixou-nos a impressão que tratar-se de um Bando de Pernas de pau; mas, mesmo assim, com nove elementos em campo, conseguiu derrotar o ABC pelo indescutível placar de 2 a 0. Eu nunca havia presenciado tanta incompetência... Isto é: perder para ninguém!!...
Depois não digam, que não tiveram sorte. Ora, se numa teta daquela não conseguiram se fartar, quando será que isto vai acontecer? Heim?

Edivaldo disse...

QUANDO O TREINADOR É OUSADO E CONSEGUE UMA VITORIA, TODOS FICAM GLORIANDO O CARA, AI QUANDO ELE ERRA NUMA ESCALAÇÃO E PERDE O JOGO, TODOS FICAM COLOCANDO A CULPA NO CARA, PACIENCIA NEH GALERA? TEMOS É QUE APOIAR ISSO SIM; SE TIVESSE DADO CERTO ESTVAO TUDO A MIL ELOGIOS PARA ELE.. MAS EU AINDA ACREDITO E CONFIO NO BELO TRABALHO DE FLAVIO LOPES