sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Agora não falta mais nada

Fonte: Blog do Marcos Lopes.

José Augusto Perez, Promotor da Defesa do Consumidor, entrou com uma ação contra o aumento do preço dos ingressos para a partida ABC x Vasco da Gama. O promotor entende que a majoração é abusiva e entende que está havendo um crime contra o consumidor.

O Ministério Público emitiu uma ordem de prisão em flagrante para o presidente Judas Tadeu caso seja mantida a majoração. A Policia esteve no Frasqueirão para cumprir a ordem de prisão, mas o dirigente não foi localizado. A partir das duas e meia da tarde acontece uma reunião para um Termo de Ajuste de Conduta. A ação foi provocada por um grupo de torcedores que recorreu ao Procon para reclamar do aumento. Agentes do órgão estiveram no Frasqueirão e confirmaram o aumento e a partir dai o Ministério Público passou a atuar.

José Augusto Perez afirmou que na reunião desta tarde, caso não seja revertida a majoração a ordem de prisão será mantida. O máximo que o MP admite é um aumento de 10 reais no dia do jogo. Ou o ABC aceita a proposta ou será alvo de uma ação civel e o Judas Tadeu de uma ação penal.

Ei!!! ainda falta mais alguma coisa pra acontecer com o ABC???

Photobucket

3 comentários:

Gustavo Lucena disse...

Essa minha língua é quase-maldita pois eu tinha dito que tal aumento aumento deveria acarretar na prisão do idealizador por extorsão. É óbvio que eu tinha dito isso no sentido figurado e até irônico da coisa.

Porém tal conduta realmente se enquadra como crime contra o consumidor, pois o aumento fora demasiadamente abusivo.

De qualquer forma, acho que esta ação tem o dedo de algum ABCdista graúdo que é contra JT e a diretoria.

Não é do histórico da Frasqueira se mobilizar contra ações arbitrárias da diretoria. Somos uma torcida pacífica e passiva.

De qualquer forma, se o pleito ministerial tiver êxito-seja com o retorno dos ingressos aos preços normais, seja com o processamento na justiça- isso servirá como um freio a certas pessoas que se acham acima do bem e do mal.

Jacson Artson disse...

Na final do brasileirão serie A do ano passado que aconteceu aqui no DF(precisamente no estádio do GAMA entre São Paulo x Goiás) houve uma majoração por parte do Goiás, que aumentou para R$ 400,00 o valor do ingresso. Isso mesmo R$ 400,00, mas se fosse levado 1 Kg de alimento, esse valor cairia pela metade e o MP interveio neste valor, ficando senão me engano o valor de R$ 150,00(inteira).

Acho o valor de R$ 40,00 bem salgado, mas R$ 30,00(antecipado) é uma valor que pode ser pago com algum sacrifício.

Ainda acho que isso é culpa da meia entrada que embora seja garantida por lei, beneficia muita gente que não teria direito ao beneficio.

Esse assunto é complicado!!!

Gibson Azevedo disse...

Discordo frontalmente desta medida arbitrária, deste nosso funcionário que se apresenta, de público, travestido de Deus. Quem ele pensa que é? Estes cidadãos, repito, CIDADÃOS - porque jamais passarão disto -, não perdem uma oportunidade, por mais inuportuna que seja, de chamarem a sí alguns holofotes gratúitos, para apropriarem-se, indevidamente, de alguns minutos de fama - esta coisa volátil, pra não dizer volúvel - às custas de medidas que fogem à sua alçada.
Pergunto ao Procurador , Promotor ou qualquer outro nosso funcionário: quem é que está obrigando o torcedor a ir ao Estádio para ver esse jogo do ABC x Vasco, a um prêço que algumas pessoas julgam exorbitante? Vai quem quer e pode pagar! Eu não vou. Mas, nada disto transfere à Vs. Excelências, o direito de qualquer Empresários cobrar o preço que eles acharem justo pelo seu espetáculo. Ninguém lhes deu este direito de escolher por nós. Sem contar que, esta medida está deliberadamente causando prejuíso a outrem. Esta é única verdade, desnuda, desta patuscada jurídica. Ou não, Cambada?