quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Coluna Melhorou x Piorou: ABC 3x0 Bahia

A coluna de hoje vai ser rapidinha, pois o dia hoje está cheio. Vejam o video com os gols do ABC no post anterior.

MELHOROU

Júnior Negrão, Ricardinho e J. Paulo - Mais uma vez o ataque do ABC funcionou bem. Importante é que já foram 2 jogos em que o Mais Querido marcou 3 gols em cada um deles. E pelo andar da carruagem, o outrora ataque cardíaco ainda nos dará muitas alegrias. O que me preocupa é que o ataque do ABC está abusando de perder gols. É bom a moçada treinar a pontaria e calibrar o pé.

Tiago Cardoso - Enfim fez uma partida que justificasse o salário. Muito seguro e acima de tudo confiante, salvou o ABC de gols que poderiam mudar o panorama da partida. Fez uma partida heróica e se consolida como o titular, ainda mais depois que adquiriu o apoio e a confiança da Frasqueira.

Juninho - Pegou carona no bom futebol da equipe e jogou muito bem, apagando a fogueira que foi ascendida após a contusão de Rafael Pedro, que estava senhor absoluto da zaga.

Fabiano e Gaúcho - Como o Bahia tinha poucas jogadas aéreas, tiveram pouco trabalho e se preocuparam naquilo que sabem melhor fazer, que é a desarmada por debaixo. Além disso estavam com muita sorte, pois as bolas chutadas contra o gol do ABC batiam em suas canelas. Mas a sorte costuma andar com os competentes.

Alexandre Oliveira - Foi o leão do meio-campo, principalmente porque voltava de contusão. O mais importante é que ele resistiu por 90 minutos mantendo o mesmo ritmo competitivo.

Marquinhos Mossoró - Fez aquilo que sabe e gosta, ou seja, marcar bem e desarmar seus adversários.

NA MESMA

Tucho - Ainda falta um tanto de objetividade e determinação, mas já foi bem melhor que contra o Fortaleza. Acho que com ritmo de jogo, será uma importante peça no esquema de Flávio Lopes.

Gabriel - Entrou no lugar de Tucho e fez o feijão-com-arroz.

PIOROU

Sandro e Bosco - Foram as figuras destoantes do time do ABC. Ambos estavam um tanto perdidos. Sandro em crise de identidade, não sabia se ficava no meio ou se ia para a ala. E Bosco esteve numa noite nervosa, só não comprometeu porque o restante do time estava coeso e segurou bem a barra.

Arbitragem - Como era de se esperar de uma arbitragem sergipana (ou baiana, haja vista a influência do futebol baiano sobre aquele Estado), tentou ajudar o limitado time do Bahia. Inverteu faltas e ainda anulou um gol do ABC. Sorte que o Mais Querido não deu trela para a ação deste elemento.

Diretoria - Mais uma renda pífia. Num jogo que já apresentava circunstâncias complicadas para se ter um público decente, ela faz questão de atrapalhar em manter os ingressos a R$ 20,00. Está mais do que provado que, com os ingressos nesse patamar, as rendas serão menores se comparadas com o ingresso cobrado a R$ 15,00. Ainda nessa semana, vou pesquisar os borderôs da CBF e tentar provar que as maiores arrecadações do ABC nessa Série B foram justamente nos jogos em que os ingressos não foram R$ 20,00.

Gustavo Lucena

Photobucket

2 comentários:

Diego Ivan disse...

Essa reclamação dos preços de ingressos já está batida. Não vejo como se baixar os preços, acho sim que é hora da turma ir a campo. Se possível fazer um esforço, quebrar o porquinho e ir a campo.

A médio prazo não vejo como baixar os preços.

Abraço!!!

Abecedista disse...

Considerando o horário e o preço de R$ 20,00, achei o público muito bom.

Mesmo assim, acho que teria cabido uma promoção com o valor a R$ 15,00 devido ao horário.

É isto.

Sds Alvinegras.

Abecedista.