sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Não devemos cuspir no prato que comemos

Sei que ainda está muito longe e muita água vai rolar, mas foi levantado no fórum do ABCNATAL a possibilidade do jogo ABC x Vasco ser transferido para o Machadão, principalmente se espelhando no lucro que o rival obteve enfrentando o time carioca nessa semana. Como a nossa torcida é maior, há uma tendência de que o público seja maior e com isso entraria mais grana nos cofres do clube.

A discussão vinha acontecendo num nível aceitável quando um dublê de conselheiro com quem já tive entreveros na net veio com a verborragia que lhe é peculiar , atacando os idealizadores da proposta dizendo que essa idéia era pra tumultuar o ambiente do time e isso era dar corda para os torcedores do mequinha.

Parece até que ele nasceu em 2006, pois despreza totalmente a história gloriosa do ABC no Machadão.

O mesmo cidadão ainda demonstrou que, além de ingrato, não sabe nada de futebol nem da história dos clubes do Brasil ao dizer que o Vasco só joga no Maracanã quando não detém o mando de campo. Se tivesse um pouco de humildade, veria que todos os 4 títulos do clube de S. Januário foram decididos no Maracanã. E que deverá jogar ainda nessa Série B no estádio da Tijuca.

Porém o pior de tudo é que ele sugeriu que os ingressos para o referido jogo fossem inflacionados de forma que se tornassem proibitivos para a Frasqueira. Ou seja, é partidário de um Frasqueirão vazio e do apartheid de torcedores abonados e os que não tiveram grandes oportunidades financeiras.

O que quero mostrar nesse post é que depois da inauguração do Frasqueirão alguns torcedores começaram a esbanjar uma arrogância peculiar, desprezando todo o passado de glórias do ABC no Machadão.

Não é porque o ABC tem um estádio próprio que se pode desprezar a oportunidade de ganhar mais dinheiro jogando num estádio de maior capacidade que o nosso.

Eu sei que o Machadão é um campo neutro, porém se o time for bom isso não é empecilho para vitórias. E mesmo o caldeirão do Frasqueirão não vem sendo garantia de vitórias desde o ano passado.

E quando o Arena das Dunas for construído, será que a Frasqueira e os próprios dirigentes do Mais Querido não vão querer sentir o gostinho de jogar e torcer num estádio moderno, palco de jogos da Copa do Mundo? Duvido!!!

Acho que não devemos cuspir no prato de comeu, pois o ABC é um clube privilegiado que tem a sua disposição 2 praças de esporte para poder jogar.

Gustavo Lucena

Photobucket

5 comentários:

Diego Ivan disse...

Se o problema é dinheiro essa pode ser uma das soluções. O que essa turma não entende é que o Machadão não é o Estadio do América, o Machadão é publico e por isso não vejo empecilho nenhum.
Vou colocar uma enquete para saber o que a turma acha.

Abecedista disse...

Assino embaixo. Peguem o exemplo do Vasco este ano quando enfrentou o Corinthians de Ronaldo no Maracanã.

A renda superou a casa do R$ 1 milhão, se não estou enganado.

...

O problema de Judas é que na época do Machadão ele reclamava das taxas e etc. Passamos 6 anos fora do cenário nacional e, hoje, o chororô continua...

Torcida não ganha jogo. Time bom ganha jogo e diretoria campeonato, esta a verdade.

Sds Alvinegras.

Abecedista.

fernando disse...

o ABC é administrado de forma amadora e ainda por cima arrogante por um imbecil que se acha um super dirigente. o ABC na decada de 70 e 80 jogava para 25.000 pessoas facil, hoje trinta anos depois com uma população em nossa capital temdo triplicado para jogar para 15.000 precisa ser um jogo de muito apelo. quanto ao emilson tavares deicha esse idiota pra la meu caro gustavo, quem sabe uma hora ele se toca e desaparece.

Rodrigo disse...

Gustavo, gostaria que me esclarecesse uma questão. Digamos que o ABC x Vasco no Frasqueirão tenha um público de 17000 e no Machadão de 25000, em qual das praças será mais rentável? , uma vez que no Frasqueirão não incidem determinadas taxas que existem no Machadão.

Black Ace disse...

Vc disse tudo Gustavo.
Eu já havia abordado de forma diferente este assunto aqui.

Só que com a peia de hoje, acho que vai sobrar muito espaço no frasqueirão.