O Diagnóstico do ABC (Parte 3) - Futebol Profissional, Categorias de Base

Continuando a Série sobre O Diagnóstico do ABC...

Em relação às competências da diretoria de futebol, a proposta da nova gestão de futebol contempla Futebol Profissional, Futebol de Base, Departamento Médico, Fisioterapia, Nutrição, Análise de Desempenho e Performance. Desde a dispensa de Giscard Salton não há ninguém designado para acompanhar essas questões do futebol do ABC. Cleber Romualdo quem acumulava algumas dessas funções, de forma sobrecarregada.

Há também a questão de estrutura interna do ABC. Vários funcionários do ABC trabalham com equipamentos próprios, desde TI, departamento médico, até mesmo a academia do ABC está às moscas.

Roberto Vital é um médico que possui reconhecimento em seu trabalho no comitê paralímpico, mas não dispõe das condições necessárias para oferecer ao clube um trabalho ainda melhor.

Quanto às categorias da base, o ABC não possui certificado de clube formador da CBF. Ele é necessário para que o time possua meios de se proteger do assédio de empresários e outras pessoas não ligadas ao clube que tentam levar os jogadores que despontam nas nossas bases. Lembremos que o ABC perdeu o Matheus Matias para um empresário justamente por causa da desorganização na gestão do futebol.

Precisamos cuidar das instalações para os jogadores de 14 a 20 anos, que só ficam e 6 quartos com vários atletas. É alarmante que vários destes garotos não estejam matriculados em escolas, tendo o ABC riscos de tomar processos tanto do ministério público quanto do conselhos tutelar.


Acessem:

Curtam Facebook Papo Alvinegro
Sigam Twitter @opapoalvinegro
Sigam Instagram Papo Alvinegro
Enviem E-mail: papoalvinegro@gmail.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os 40 maiores artilheiros da Seleção Brasileira

Programa #BPA95 - Quem é quem na reta final

Distintivos têm que ser bem feitos (24)