sábado, 23 de setembro de 2017

Alguns aspectos do fiasco do ABC em 2017

Essa campanha do ABC é intrigante em vários aspectos.

Intrigante porque no início da Série B, adotou uma estratégia na minha visão correta em manter o mesmo time base que subiu da Série C e que fora campeão estadual. Vários times fizeram a mesma estratégia no passado e se deram bem.

Ao mesmo tempo é importante lembrar que, mesmo mantendo a base, o time perdeu seus 2 principais jogadores de 2016, Jones Carioca e Lúcio Flávio. E eles foram substituídos por jogadores muito mais fracos.

A fragilidade do time ficou evidente na Copa do Nordeste. Mas o passeio no estadual embaçou tal constatação.

Outra campanha enganosa foi na Copa do Brasil, onde o ABC chegou na 3a fase, mas não venceu um jogo sequer e tinha passado de fase na bacia das almas.

Mas a maior ilusão foram aqueles confrontos contra o São Paulo, onde o ABC jogou de igual para igual. Eu diria que esse foi o maior engodo, e que provavelmente iludiu até mesmo os dirigentes, que passaram a apostar numa base fragilizada com os desfalques de Jones, Lúcio Flávio, Alex Ruan e Filipe Sousa. Foi aí o erro fatal, creio eu.

Aí quando foi contratar para recuperar o tempo perdido, só restou recorrer a reba do futebol brasileiro e os reforços que vieram eram de qualidade técnica pior do que os que já estavam aqui.


Gustavo Lucena


Acessem:

Curtam Facebook Papo Alvinegro
Sigam Twitter @opapoalvinegro
Sigam Instagram Papo Alvinegro
Enviem E-mail: papoalvinegro@gmail.com

Nenhum comentário: