quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Uma noite quase perfeita

O ABC foi a São Paulo e empatou com o Oeste por 1 a 1, com gols de Gegê para o ABC e Robert para o Oeste. O ABC permanece no Z4 agora somando 16 pontos. 

Gegê mais uma vez de bola parada.
Quase que o ABC consegue a sua segunda vitória fora de casa na Série B. Marcou o 1 a 0 aos 40 minutos do segundo tempo, cobrança de falta que Gegê bateu de forma magistral. Goleiro entrou com bola e tudo. Pena que o ABC não conseguiu administrar o marcador e sofreu o empate aos 42 minutos. 

Achei interessante a formação tática do ABC para a partida. É evidente que o número de desfalques e os novos contratados que não estão regularizados propiciaram essa escalação. Mas colocar apenas Pedra, volante característico, na contensão realmente surpreendeu até porque no banco estava Jardel também da posição. É evidente que as obrigações de Gegê, Zotti e dos laterais Bocão e Levy, propiciaram uma segurança defensiva e qualidade ofensiva ao time na partida principalmente na primeira etapa. Guardando a devida proporção.

No primeiro tempo teve um volume de jogo interessante, propiciado principalmente pela característica do Oeste. O time do interior paulista mesmo em casa joga nos contra-ataques, o que se demonstra no grande número de empates e a invencibilidade em casa. O ABC teve o domínio de bola e algumas chances de gol, numa delas Dalberto acertou o poste do goleiro rival. Na segunda etapa o Oeste acreditou que poderia abrir o marcador. O treinador Roberto Cavalo do Oeste substituiu um lateral por um atacante e um volante por outro atacante. Desse jeito o time foi para cima e até os 20 minutos do segundo tempo a coisa foi complicada para o ABC. Uma pressão intensa que somente diminuiu quando Marcio Fernandes começou a reforçar o meio campo, com a entrada de Erivelton no lugar de Lucas Coelho e a entrada de Arês no lugar de Zotti. Assim o ABC começou a diminuir o ímpeto do adversário e por incrível que parece o Alvinegro começou a agredir também.

O gol do ABC no jogo só saiu aos 40 minutos. Gegê cobrando falta encobriu a barreira e goleiro entrou com bola e tudo. Golão, golão, golão. Na sequência, Erivelton recebe bola na área de Dalberto e na hora de finalizar chuta de maneira displicente por cima do gol. Não deu tempo nem de se revoltar como lance e o Oeste cruzou a bola de número 948 na área do ABC, diferente das jogadas anteriores o atacante se antecipou e cabeceou encobrindo Edson. Empate injusto no frigir dos ovos. A noite que pintava como perfeita no final do jogo acabou sendo quase mesmo.

Destaques


Levi na lateral esquerda está surpreendendo positivamente. Se não é brilhante, certamente não repete as péssimas atuações de Marquinhos e principalmente AV. Eltinho.
Bocão desde que chegou ao ABC ele é a válvula de escape do Alvinegro na B. Se tivesse mais “dialogo” naquele setor, quem sabe a sorte do ABC fosse outra.
Podem falar o que quiser, mas Dalberto quebra um galhão no ABC.  


No sábado que vem, dia 5 de agosto, o ABC recebe o Ceará no Frasqueirão. Jogo dificílimo e a torcida tem que estar preparada para empurrar o ABC.

Ficha Técnica


OESTE 1X1 ABC
Gols: Gegê – ABC e Robert – Oeste

Local: Arena Barueri, Barueri/SP.

Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade - ES (CBF).
Assistente 1: Fabiano da Silva Ramires - ES (CBF).
Assistente 2: Vanderson Antonio Zanotti - ES (CBF).
4º Árbitro: Thiago Luiz Scarascati - SP (CBF).
Analista de Campo: Roberto Perassi - SP (CBF).

Oeste: Rodolfo, Rodrigo Sampaio (Robert), Daniel Gigante (André Vinicius), Leandro Amaro e Guilherme Romão; Lídio, Wilson Matias (Henrique) e Mazinho; Gabriel Vasconcelos, Jheimy e Danielzinho. Técnico: Roberto Cavalo.

ABC: Edson, Bocão, Filipe, Cleyton e Levy; Anderson Pedra, Zotti (Arês) e Gegê; Daniel Cruz (Jardel), Lucas Coelho (Erivelton) e Dalberto. Técnico: Marcio Fernandes.

Acessem:

Curtam Facebook Papo Alvinegro
Sigam Twitter @opapoalvinegro
Sigam Instagram Papo Alvinegro
Enviem E-mail: papoalvinegro@gmail.com

Nenhum comentário: