quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Futebol profissional: 5 Federações do NE promovem apenas o Estadual


Após o desconhecido Wendell Lira ter conquistado o Prêmio Puskas (gol mais bonito do mundo), a mídia nacional destacou algumas dificuldades de ser jogador de futebol profissional aqui no Brasil. O grande entrave pode ser resumido na seguinte afirmação: os grandes clubes jogam muito e os pequenos jogam pouco. No primeiro semestre se disputa as competições estaduais (além da Copa do Nordeste, Copa Verde, Copa do Brasil, Primeira Liga e Libertadores) e em seguida as 4 divisões do Brasileirão (Além da Sul-Americana, Mundial de Clubes e Copa do Brasil), . 

Ocorre, que enquanto mais de 200 clubes disputam somente as primeiras divisões dos estaduais (ainda tem a segunda divisão, a terceira em oito estados e a quarta em São Paulo), no Brasileirão tem espaço para apenas 100 dessas equipes (Séries A, B e C com 20, cada, e Série D com 40), ficando a seguinte indagação: o que fazer com os jogadores dos clubes que não disputam o nacional?

Algumas, federações, com objetivo de evitar a inatividade de clubes no segundo semestre, realizam competições estaduais na segunda parte do ano, mas não é a regra na região Nordestina. 

Das nove federações da região mais apaixonada pelo futebol, apenas 3 (Cearense, Bahiana e Piauiense) realizaram em 2015 competições no segundo semestre. As demais realizam apenas o estadual e competições de base, feminina e amadora.

O caso de maior sucesso é do estado do Ceará (FCF). A federação da terra de José de Alencar realizou de agosto a novembro  de 2015 a 6º edição da Copa Faras Lopes com a participação de 10 clubes (mais do o Potiguar 2016!). Os times que estavam disputando o Brasileirão escalam times alternativos. O grande campeão (Guarany de Sobral) conquistou vaga na Copa do Brasil 2016.

Além do número de equipes, outros destaques positivos são a transmissão de alguns jogos pelo site da federação. A média de público foi de aproximadamente 400 pagantes por jogo.

FEDERAÇÃO
COMPETIÇÃO PROFISSIONAL
Alagoano
Estadual (2 divisões)
Cearense
Estadual (3 divisões) + Copa Faras Lopes + Copa dos Campeões (vaga CB)
Baiana
Estadual (2 divisões) + Copa Governador do Estado (Vaga CB e Série D)
Maranhense
Estadual (2 divisões) + Campeonato Intermunicipal (amador)
Paraibana
Estadual (2 divisões)
Pernambucana
Estadual (2 divisões)
Piauiense
Estadual (2 divisões) + Copa Piauí
Do RN
Estadual (2 divisões)
Sergipano
Estadual + Copa Governador (Não teve em 2015)

Um comentário:

Eduardo Lourenço Lima Júnior disse...

Só corrigindo: Cearense Copa FARES Lopes, que inclusive é um ex-presidente da Federação Cearense de Futebol, irmão do cantor também cearense Fagner.