sexta-feira, 21 de agosto de 2015

O pior legado da gestão Rogério/Paiva Torres/Rubens

O ABC talvez viva a maior crise de sua história centenária.

Se fosse apenas crise financeira ou crise dentro das quatro linhas, seria batata resolver.

No entanto, o Mais Querido é vítima da maior crise que um clube de futebol jamais quer experimentar: a descrença e indiferença de sua torcida.

A Frasqueira sempre foi uma torcida cuja maior parte é formada por gente pobre e humilde. É o clube do povo. Porém, a torcida ABCdista não é burra, independente do grau de instrução que tenha. Do semi-letrado ao com pós-doutorado, um nome soa como uma unanimidade em termos de principal responsável pela atual situação do clube: Rogério Marinho. Impressiona a revolta contra o dublê de deputado federal, mas ela não é de graça. Toda entrevista que ele dava na imprensa amiga costumava vim com uma alfinetada maldosa no torcedor, não raro querendo transferir para a Frasqueira a culpa pela sua incompetência como gestor. A arrogância e prepotência pessoal do sr. Rogério Marinho em nada lembra a humildade e o espírito de luta da Frasqueira. E infelizmente é essa prepotência que vem assolando o ambiente do time.

Pra não ser injusto, acrescentaria 02 nomes: Rubens Guilherme e Paiva Torres. 

Rubens Guilherme era pra ser o presidente do clube, porém vem se recusando a assumir o clube. Ao invés de renunciar e convocar novas eleições, covardemente arranja licenças, mas quando lhe convém retoma o poder. Foi o que aconteceu no incidente desta semana, com o afastamento de Marcelo Abdon do corpo diretivo do clube.

Já Paiva Torres continua comandando o clube nos cafés e espaços gourmet da cidade, muito embora não seja visto lá no Complexo Vicente Farache. Sempre escuto conversas de que desde 2010, toda e qualquer deliberação tomada pela instituição ABC FC tem a imagem e semelhança de Paiva. É ele quem basicamente tem a palavra final de tudo que envolve o ABC. O contrato assinado com o Arena das Dunas, conforme pude atestar, foi obra única e exclusiva de Paiva, pois os Conselheiros não tiveram acesso ao contrato. E Edmo Sinedino certa vez confirmou que ele comandava o clube via redes sociais.

Mas, analisando os fatos, de tudo que aconteceu, podemos chegar a conclusão que o pior legado que a gestão Rogério Marinho / Paiva Torres / Rubens Guilherme deixou para o ABC, maior até que o desgoverno, as dívidas contraídas irresponsavelmente, a bola de neve que só cresce no TRT, e a falta de credibilidade perante os atletas é o afastamento e a indiferença da Frasqueira em relação a tudo que acontece no ABC.

Não por acaso muita gente tem deixado de ser sócio e de ir a campo ver o ABC jogar. E o pior, o mesmo tendo a possibilidade de ver o ABC na TV em sua casa ou no barzinho da esquina, o ABCdista tem optado por outros afazeres, como ficar com os filhos, praticar um esporte, ir ao cinema, beber sem olhar pra TV, sair com a patroa, dormir um pouco mais, etc.

Antes era comum ver testemunho de ABCdistas que levavam um radinho de pilha para uma festa de casamento para acompanhar o resultado do ABC, ou daqueles que saiam do velório/enterro de seus pais direto para o estádio.

Esse sentimento parece ter desaparecido, e é possível que até mesmo os torcedores-símbolos estejam abalados com os desmandos desta gestão. Não por acaso a média de público deste ano consegue ser igual ou pior que nos tempos de vacas magras, quando o ABC mendigava junto a FNF a realização de uma seletiva pra Série C ou Copa RN para se manter em atividade.

Ou seja, Rogério / Paiva / Rubens estão arrancando o ABC da vida da Frasqueira. E o próprio BPA foi uma vítima desses desmandos, já que o seu principal colaborador, o Diego Ivan, se afastou há algum tempo e deve estar com outras prioridades no momento.

E isso é uma situação muito séria que precisa ser urgentemente combatida. E para isso, é preciso que os "sobreviventes" no Conselho Deliberativo e no quadro associativo reajam.

Só eles no momento tem a capacidade de mudar esse cenário.

Um comentário:

Fernando disse...

E fato que a frasqueira se afastou do ABC! Porém não acho que seja só por essa diretoria que esse fato vem ocorrendo. Não se esqueça que todo time de futebol do Brasil e comandado por gente da elite e o ABC não é diferente, desde a construção do frasqueirao que a torcida do ABC passou a ser elitizada.