quinta-feira, 12 de março de 2015

O ABC não pode errar


A situação do ABC é complicada. O fato do clube não vencer o campeonato estadual desde 2011 gera uma pressão muito grande por títulos. Pior que isso é não vencer nenhum turno desde essa época. Somente na década de 80 é que o Alvinegro passou tanto tempo sem faturar títulos, mesmo assim não passou tanto tempo sem finais de turno.

A pressão por resultados hoje é intensa, a torcida está saturada com os maus resultados e com os desmandos de uma direção Frankenstein, de gente que foi votada mas que entregou tudo nas mãos de quem não foi. 

A dispensa de Roberto Fonseca na semana passada apenas corrigiu o erro de sua permanência após o fim da Série B do ano passado. Em nenhum momento Fonseca formou um time. A contratação de um novo treinador além de ser uma prioridade, tem que ser cirúrgica. Não adianta inventar, a situação é complicada financeiramente e politicamente no Clube. Acredito que para o ABC hoje o treinador tem que ser experiente. Um nome capaz de suportar todas as pressões e de transformar um grupo de atletas em um time.

O ABC não pode repetir o 2013 e 2014, onde ficou devendo em tudo o que participou.

2 comentários:

robson disse...

Os blogueiros ditos alvinegro estão todos angustiados: o ABC não tem técnico para eles derrubarem. Três jogos é sempre o limite que a blogueirada corneteira dá até começarem numa nova tentativa de degola do novo contratado. Roberto Fonseca não era para ter sido dispensado. Além de salvar o Mais Querido de uma terceirona indigesta, fez bem em escalar o sub 16, assim fodendo (ou ajudando a foder), o drogão de Japecanga. Tinha meu apoio.

diegoivan1982 disse...

Concordo que as vezes há uma campanha contra treinadores, mas geralmente parte da imprensa profissional, mais precisamente de um radialista sulista que vive as custas de jabá.


Mas dizer que Roberto Fonseca deveria ter renovado ano passado ou que ele não deveria ter sido demitido por ter tido grande desempenho é um exagero terrível. O ABC não caiu ano passado por que antes da copa fez uma pontuação fora do normal. Todos os treinadores do pós copa tiveram desempenhos ridículos. Fonseca mesmo teve apenas 7 jogos na B, com 4 vitorias, 1 empate e 2 derrotas. O numero de vitorias engana se pensarmos na quantidade de jogos, qualidade do futebol e como esses jogos ocorreram.


Quanto ao Estadual ele deixou o ABC invicto, e fora de qualquer possibilidade de titulo no turno, dois jogos antes do fim do turno.


Lembrando que ele montou esse time.