terça-feira, 8 de julho de 2014

Surra de pau mole



A arrogância do futebol brasileiro escreveu mais um capítulo pífio em uma história de glórias. O 7 a 1 da Alemanha poderia ser 10 ou apenas 1 a 0, o detalhe é que a mística da amarelinha nos cega sempre que não temos time para vencer. A Alemanha hoje fez o que tinha que fazer, deu a surra de pau mole que nós precisávamos para colocarmos os pés no chão. Há muito tempo não temos o melhor futebol do mundo. Essa é um mea culpa que também faço. 

Nesse momento crucificar os jogadores que entraram em campo é covardia. Não tenho dúvidas que derrotas como essa se repetirão e que dificilmente a seleção irá ser campeão nas próximas copas. A desorganização do futebol é generalizada, espelhando a desorganização da sociedade brasileira que se acentuou nos últimos dez anos. Essa turma que comanda o Brasil e o esporte é adepto do lema “quanto pior melhor” e assim estamos.

Quanto ao jogo, acredito que Felipão e seus olheiros não entenderam ou não assistiram aos jogos da Alemanha, nem souberam detectar as deficiências da equipe brasileira. O time alemão se caracteriza pelo volume de jogo do meio campo, o time brasileiro pela falta de volume de jogo. O que Felipão fez, manteve o esquema de jogo dos jogos ruins realizados anteriormente. As ausências de Neymar e Thiago Silva não fariam diferença nenhuma, já que Felipão não demonstrou interesse em mudar. É ai que a arrogância que falei anteriormente reaparece. O primeiro tempo de 5 a 0 permitiu que a Alemanha fizesse o jogo que queria na segunda etapa. 

O Brasil mereceu perder. Parabéns a Alemanha.



Gols
0 - 1
11' T. Müller
 
(Assistência de T. Kroos)
0 - 2
23' M. Klose
0 - 3
24' T. Kroos
 
(Assistência de P. Lahm)
0 - 4
26' T. Kroos
 
(Assistência de S. Khedira)
0 - 5
29' S. Khedira
 
(Assistência de M. Özil)
0 - 6
69' A. Schürrle
 
(Assistência de P. Lahm)
0 - 7
79' A. Schürrle
 
(Assistência de T. Müller)
Oscar 90'
(Assistência de Marcelo) 
1 - 7

Nenhum comentário: