sábado, 28 de junho de 2014

Segundo empate, mas primeira derrota bateu na trave



Antes de começar a resenha eu preciso dizer duas coisas:

O Chile tem um time muito bem montado, com jogadores limitados mas que chegaram ao limite técnico e físico nesse jogo.

O Brasil tem um time de jogadores acima da média, mas que está longe de estar acertado, e parece que não irá se acertar até o final da Copa do Mundo.

Com gols de David Luís para o Brasil e Alexis Sanches para o Chile, as duas seleções empataram no tempo normal e na prorrogação. A decisão do jogo foi nos pênaltis, 3 a 2 para o Brasil.

O jogo foi ruim. Mesmo o Chile encurralando o Brasil desde o primeiro tempo, as duas equipes fizeram um jogo ruim. O Chile fez por que esbarra no que já disse em outras resenhas, o time tem limitações no setor ofensivo. O Brasil fez um jogo ruim por que não consegue fazer o seu jogo passar pelo meio de campo, com isso limitando seu futebol a genialidade de algum de seus jogadores. Acredito que o problema além de passar pelo mal momento de alguns jogadores também passa pelo esquema tático do time. O 4-2-3-1 da Seleção, consagrado na Copa das Confederações, está cansado e o reflexo disso é um time viciado na ligação direta, os zagueiros aparecem lançando bola e os meio campos não dão opção de saída de bola.

O certo é que os chilenos comandados pelo Jorge Sampaoli encontraram espaço para jogar exatamente dentro do desértico meio campo brasileiro. Habilitando assim jogadas e mais jogadas de velocidade acionadas através trocas de passe muito rápidos. É verdade que poucas chances de gol ocorreram, mas preocupa se enfrentamos um time com ataque mais contundente. Não fosse a bola do atacante Pinilla aos 14'30'' do segundo tempo da prorrogação, praticamente ter empenado o travessão de Julio Cesar, nós estaríamos falando de uma eliminação.

Para finalizar, o Brasil não pode ser um time sem pegada no meio, mas também não pode ser uma equipe que não propõe jogo.  Jogar sem objetivo é ruim e foi exatamente isso que a seleção apresentou hoje. Falta completa de objetivo.  



Gols
David Luiz 18'
(Assistência de Thiago Silva) 
1 - 0
1 - 1
32' A. Sánchez
 
(Assistência de E. Vargas)

Pênaltis
David Luiz   
1 - 0
1 - 0
 M. Pinilla
Willian   
1 - 0
1 - 0
 A. Sánchez
Marcelo   
2 - 0
2 - 1
 C. Aránguiz
Hulk   
2 - 1
2 - 2
 M. Diaz
Neymar   
3 - 2
3 - 2
 G. Jara

Nenhum comentário: