sábado, 26 de abril de 2014

Henrique Alves e sua jogada


Recentemente uma figura da família Alves tem aparecido várias vezes na imprensa esportiva, trata-se do eterno Deputado e futuro Governador Henrique Alves. As aparições deram-se em virtude de ter intermediado o contrato dos clubes ABC e América com Arena das Dunas e recentemente o contrato de patrocínio com a CAIXA. Este último representa um grande avanço já que a estatal vai repassar anualmente R$ 2 milhões para cada clube.

Mas não venham os bajuladores de plantão (já tem jornalista que faz isso muito bem) querer cunhar o termo de parlamentar da bola ao eterno Deputado. Com cargo na Câmara desde 71 – são mais de 40 anos – não há informação de projeto de Lei deste parlamentar que mudou para melhor o futebol brasileiro.

Nem mesmo como Presidente da Câmara – que define a pauta de votação – ele tem contribuído para moralização e modernização do esporte principal do país. É bem verdade que a Constituição garante autonomia na organização dos desportos, mas legislação que verse sobre transparência e fortalecimento do futebol amador, por exemplo, pode ser aprovada e CPIs podem ser instaladas para investigar as “maldades” de Dr. Ricardo Teixeira e Cia.

Para mim, fica claro que – assim como nesses últimos anos décadas – ele pouco se importa com a melhoria estrutural do futebol, mas vê essas melhorias pontuais (dois contratos com valor total de R$ 8 milhões) como barganha política nas eleições do final do ano. Tentou conquistar as torcidas de ABC e América se utilizando de sua influência.

Henrique não é burro, mas será que o eleitor-torcedor é?

Um comentário:

Ricardo disse...

sera o governador do estado, não é flor que se cheire, mais acho que o estado tava precisando a muito tempo de um mafioso, com facil acesso nas influencias politicas fora da provincia para conseguir alguma coisa para este pobre estado. Dizer que queremos açguem correto, honesto para governar o estado será deixar o estado sem governo mesmo.