terça-feira, 28 de maio de 2013

ABC obteve vitória em um dos pedidos do caso Bem-Hur

A ação trabalhista envolvendo o atleta Ben-Hur e o ABC Futebol Clube tem novo capitulo na Justiça do Trabalho, desta vez em favor do ABC.

Dentre os vários pedidos do jogador a Justiça do Trabalho, um deles referente a Estabilidade do vinculo trabalhista foi negado. 
"A Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho(Brasília), manteve decisão que negou a um ex-zagueiro do ABC Futebol Clube, do Rio Grande do Norte, a pretensão de receber indenização correspondente ao período de estabilidade por acidente de trabalho." fonte: tst.jus.br.(Clique Aqui)
Como se tratam de vários pedidos, o valor total da sentença deverá ser recalculado e atualizado para a futura execução da sentença. Em breve saberemos quanto o ABC será obrigado a repassar ao atleta. Lembrando que um acordo ainda pode ser feito.

4 comentários:

Rafael disse...

Meu parceiro e amigo de escritório falou que Ben-Hur foi apenas um bode expiratório. .

O contrato de Ben-Hur ainda estava em vigor em 2010, já tinha começado a gestão de Flávio Anselmo e Rubens Guilherme.

Ben-Hur era um homem de total confiança de Ferdinando Texeira e do outro lado tinha o diretor Flávio Anselmo, diretor muito poderoso e BLINDADO por Rubens Guilherme.

Sobrou para o lado mais fraco da corda,, sobrou para Ben-Hur. O Zagueiro foi queimado pela imprensa contra a torcida e não teve outra alternativa senão tentar receber alguma coisa através da justiça.

Nem um acordo justo ofereceram, apenas migalhas.

Ben-Hur foi jogado às feras . a imprensa queimou o jogador e totalmente liso teve que ir para a Justiça.

O desentendimento entre Flávio e Ferdinando sobrou para os cofres do ABC em 2010. Ferdinado já não era nada no ABC, mas Flávio era em 2010.

Flávio não é obrigado a gostar de Ferdinando Texeira, mas a divergência sobrou para Ben-Hur em 2010. Começo da gestão Rubens. Isso foi durante o 2° turno de 2010.

Hoje é apenas o resultado disso tudo. Quem me falou isso sabe dsa coisas.

A moda hoje é processar o torcedor, mas o próprio Ferdinando é homem o suficiente para confirmar isso. Quem me falou isso já falou com Ferdinando. .

Marcos Neto disse...

Flávio Anselmo tinha o direito de querer jogadores apenas de sua confiança, mas por outro lado o ABC tinha obrigação de pagar o que devia a Ben-Hur. O zagueiro era um cara de confiança de Tadeu. Quando há briga de dirigentes o ABC é quem se lasca. As rádios nunca falaram a verdade sobre a saída de Ben-Hur.

portalnoar.com/blogdafrasqueir disse...

Amigo, serão quase 500 mil. Em setembro do ano passado tava em 433.

Leonardo Guerra disse...

Não foi falta de aviso. Fui dizer que Ben-Hur estava certo e o ABC completamente errado e quase fui trucidado. Um dívida de 90 mil agora chegou ao patamar de 500 mil. A diretoria está interpretando qualquer crítica realizada como uma imensa agressão. Ben-Hur queria o valor parcelado e ia embora cuidar da sua vida em outro clube, mas a solução da gestão atual foi criticar o jogador. A diretoria do ABC quer que EU ACEITE que Ben-Hur está errado, mas não está.