sábado, 19 de janeiro de 2013

Inicio sem surpresa

O ABC inicia a temporada 13 do século XXI com derrota para o Ceará Sporting por 1 a 0. O gol do jogo foi de Pingo, aquele mesmo.

A estreia fora de casa por si só seria complicada, mas estrear sem ao menos ter realizado amistosos seria um tiro no escuro por completo. Confesso que tive a sensação antes do confronto de que poderia ser bem pior, mas analisando sob o prisma da falta de entrosamento, da falta de ritmo de jogo e do baixo desempenho técnico de alguns jogadores, até que o ABC esteve bem nesta tarde.

No primeiro tempo o ABC não chegou a dominar as ações, mas jogou de igual para igual contra o Ceará. Mesmo jogando fora de casa o time demonstrou alguma personalidade defensiva, coisa que já era esperada de um sistema defensivo com Hamilton, Gladstone e Flavio Boaventura.

No segundo tempo a equipe começou bem, mas aceitou o ritmo dos donos da casa, que insistiram na base do entusiasmo sem muita qualidade. O gol surgiu no apagar das luzes, numa forma de castigo pela fragilidade ofensiva do jogo todo. Numa falha defensiva, a bola sobrou pra Pingo(aquele), que brigou por ela no meio de três e fuzilou Andrey, que na sequencia foi expulso.

Ofensivamente é que fomos um desastre durante os 90 minutos. Minhoca e Raul simplesmente não criaram nada relevante. A saída de bola se deu apenas através dos chutões dos zagueiros, dos lançamentos de Hamilton e da boa participação de Renato na lateral direita. A consequência disso foi um Canga apagado e um Rodrigo Silva brigador, mas completamente fora de seu habitat natural, a grande área. Mesmo assim tivemos chances reais de gol, deu tempo até do bandeirinha aparecer e fazer bobagem.

“Anotem o numero da placa” certamente gritaram a dupla de marcadores que foram driblados por Vanderlei no segundo tempo. Vai dar o que falar, e se der, dificilmente jogará a B pelo ABC.

Jeff Silva foi bisonho. Não é possível que ele só jogue isso que vimos.

Edson foi bem como VOLANTE. (Alguém liga para o comentarista e avisa que Edson não iria jogar de lateral)

Jean tem lugar nesse time, não é titular por que a dois anos ele não é um atleta profissional. Se em 13 ele tiver uma sequencia de jogos razoável será titular. Podem anotar.

Ao final do jogo ficou claro que surpreendente seria ver um ABC desenvolto em campo. Deu a logica, ambas as equipes travadas e numa situação inusitada saiu o vencedor.

O ABC retorna aos gramados na quarta-feira dia 23/01, as 21:15hs, quando recebe no Frasqueirão o Bahia. A vitória é mais do que uma obrigação.

Ficha Técnica

Local: Estádio Presidente Vargas, Fortaleza/CE.

Árbitro: Gilberto Rodrigues (PE).
Assistente 1: Jossemar Moutinho (PE).
Assistente 2: Elan Vieira de Souza (PE).

Ceará(1): Fernando Henrique; Eric, Cleiton, Rafael Vaz e Vicente; Fransérgio (Geovani), João Marcos, Ricardinho e Valber (Pingo(1)); Cléo e Magno Alves (Luiz Henrique). Técnico: Ricardinho

ABC(0): Andrey; Renato, Flávio Boaventura, Gladstone e Jeff Silva; Hamilton, Edson, Walter Minhoca  e Raul (Jean Carioca); Rodrigo Silva (Leandro) e Canga (Vanderlei). Técnico: Givanildo Oliveira.

3 comentários:

Anônimo disse...

GRATA SURPRESA , EDSON DE VOLANTE , GRANDE SENSO DE COLOCAÇÃO , não é possível que ele e Gladstone vão para o banco , ai seria uma das maiores aberrações do futebol.

Anonimo disse...

GRATA SURPRESA , EDSON DE VOLANTE , GRANDE SENSO DE COLOCAÇÃO , não é possível que ele e Gladstone vão para o banco , ai seria uma das maiores aberrações do futebol.

Breno Cardoso disse...

O pior é que eu nem tive como assistir ao jogo no Sábado. Mas pelo menos eu pude gravar e vou assistir ao VT