sábado, 11 de agosto de 2012

Quem quiser que se engane...

com Mano Menezes no comando da Seleção Brasileira, a Copa de 2014 será um fiasco completo.

Quem assistiu a todos os jogos do futebol brasileiro nesta Olimpíada em Londres, como eu, tinha a nítida impressão que o Brasil só avançou até a final, muito mais por incompetência adversária do que por qualquer outro motivo.

Chegamos a final e o Brasil do Tiago Silva, nosso único e indiscutível craque, era tido como super favorito. Com 15 minutos de jogo o México era campeão Olímpico e não sabia. Isso evidentemente forçado pelo sempre lento e previsível futebol deste time de Mano, armado num patético e estiloso 4-3-2-1 que ainda destruirá nosso futebol.

E qual é o segredo do México? Um time montado por um treinador, que desde o Panamericano realizado ano passado em Guadalarrara/MEX sabia o que poderia fazer em Londres. Montou uma base e com ela venceu.

O Brasil fez isso? Não.

Terminada a Olimpíada para o futebol, medalha de prata e o pachecos irão dizer que foi uma boa participação. Além disso, dirão eles que o Mano tem uma base montada para daqui a dois anos na Copa. A Seleção hoje é um catado de promessas e a responsabilidade é de Mano Menezes, que em dois anos não montou a base para a Copa nem para a Olimpíada. Senão é assim, por obsequio, me digam qual é escalação do Seleção principal? Não vale dizer Tiago Silva, por que esse eu já disse.

Usando as palavras do baixinho Romário, ditas logo após a derrota para o Mexico na TV Record; “Mano é treinador de Corintians, treinador de time. Treinador de seleção não.”. O baixinho, ferrenho critico de Mano Meneses, estava tão revoltado com o resultado, que a produção da Record não deixou ele falar novamente durante a transmissão.

Não vou comentar a atuação dos jogadores, nem de Neymar, simplesmente por achar que com esse treinador qualquer um iria fracassar.


Um comentário:

Black Ace disse...

Dunga estava certo!!!
Um dia o tempo lhe convence.