segunda-feira, 27 de agosto de 2012

O discurso e a prática

Existe uma revolta crescente na Frasqueira para com o discurso de que o papel do ABC na Série B não seria o acesso a Série A, mas sim se estruturar por uns anos para aí sim subir com força para ficar na elite. Tal discurso

Esse discurso derrotista - muito usado por certos diretores, conselheiros e pela imprensa - todos nós sabemos, se fundamenta no papelão pelo qual o América passou na Série A em 2007.

No entanto, um novo motivo para fortalece-lo está justamente na gestão estaparfúdia vigente no futebol do clube.

Diante da bagunça que o futebol do ABC se transforma na Série B, por mais que os discursos dos dirigentes sejam pelo sonhado acesso a Série A (façamos justiça, Rubens Guilherme sempre usou a retórica de que o objetivo do ABC era a Série A), fica praticamente impossível sermos otimistas. 

Desde 2008 o ABC virou uma vitrine para o empresariado expor seus jogadores, pois as contratações são feitas sem o mínimo critério. 

Ano passado, p.exemplo, vieram 22 atletas p/ a Série B e o que salvou o ano foram os jogadores oriundos da Série C 2010, pois daquela safra, apenas o Lins e o Jérson vingaram. 

Esse ano, achei que com a chegada de Márcio Goiano, o ABC estivesse finalmente com mentalidade p/ subir. Porém me desencatei logo quando a diretoria resolveu manter todo o elenco perdedor do Estadual -sem qualquer dispensa - e ainda por cima deu carta branca p/ o treinador trazer seus peixes. Quando MG tava começando a tomar as rédeas do time, eis que um grupo de atletas escancaram sua insatisfação com o treinador e a direção resolve demitir o treinador a fim de evitar uma situação semelhante a que ocorreu com outros treinadores. 

Aí então veio o reconhecidamente limitado Ademir Fonseca e com ele mais um caminhão de jogadores desconhecidos pertencentes a um empresário. 

Aliás, que gestão de futebol é essa onde que dar as cartas são os empresários?

Portanto, como podemos constatar, o discurso derrotista ganha força justamente porque a realidade gerencial do futebol alvinegro é essa mesmo.

Ou seja, com essa política esdrúxula vigente no futebol do ABC, não tem discurso presidencial falando em acesso que me faça ficar otimista. 
 
Gustavo Lucena

Acessem:

Um comentário:

SOU+ABC disse...

W9 TA FALANDO BOSTA NO TWITTER, VE LÁ GUSTAVO.