quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Um primeiro tempo de fazer goianinhas chorar


O ABC vence mais uma fora de casa, e a vitima da vez foi o Goiás. O 2 a 1 do marcador engana, poderia ter sido mais dilatado, pros dois lados. Gois de Cascata e Lins para o ABC, Hugo descontou para os Goianos.

Eu poderia tirar Xerox, ou ctrl+c ctrl+v, de resenhas que fiz aqui no Blog. Afinal de contas, quantos jogos o ABC dominou o primeiro tempo e no segundo passou sufoco? Uma dezena com certeza. E foi assim mais uma vez, um primeiro tempo em que o marcador poderia chegar a 6 a 0, mas ficou no dois. E um segundo tempo onde o Goiás poderia tem empatado a fatura.

No primeiro tempo o ABC fez o que toda equipe que pega o Goiás no Serra Dourada tenta fazer, ou seja, utilizar as dimensões do gramado para os contra-ataques. E isso ocorreu nos dois gois do ABC. No primeiro Renatinho em jogada individual, invadiu a área e sofreu pênalti.  Cascata cobrou e marcou. O segundo foi uma pintura, Lins arrancou quase da intermediaria, driblou três defensores do Goiás, dois ao mesmo tempo, e chutou na saída de Harlei. Além dos gois, Lins desperdiçou mais duas chances semelhantes ao gol que ele marcou, e Leandrão mais duas debaixo da trave.

E o Goiás? Bateu palmas ao grande futebol ABCdista.

No segundo tempo dois fatores mudaram a característica do jogo; as substituições do técnico Ademir Fonseca e o ABC pregadaço no restante do jogo.

As mudanças táticas do Ademir Fonseca tiveram resultado a contento para o Goiás, já que ele abriu jogadores dos dois lados do campo, principalmente o Max Pardalzinho que matou a pau. Velocidade e bombão na área do ABC, essas foram armas do Goiás. Se não fosse a pontaria dos atacantes do Goiás e a noite de Camilo, o resultado seria outro. O verde foi pra cima sem que Leandro Campos lançasse mão de algum antídoto. Com isso, jogadores como Cascata, Ricardo Oliveira, Renatinho, Lins e Makelele, passassem a usar a gravata vermelha de 25 minutos em diante. O gol Goiano veio antes da metade do segundo tempo e trouxe aquela pitadinha emoção que o torcedor não quer nesse momento.

O legal é que Camilo se personaliza no gol do ABC, e das mãos dele saiu à garantia de mais uma vitoria para o Mais Querido. Agora sejamos realistas, a verdade é que Camilo, assim como Wellington, precisa maturar e passar a tranqüilidade que a torcida deseja. Até por que, sem querer ser corneteiro, Camilo falhou no primeiro gol no jogo contra o Bragantino e no gol sofrido contra a Portuguesa. Mas a partida de hoje foi irretocável.

O rescaldo é que eu gostei do que vi, mas Leandro Campos tem que ser mais sabidinho, ler melhor o jogo e saber o momento de mexer no time. Hoje só mexeu para queimar tempo nos descontos, mesmo o ABC num sufoco absurdo. 

O Alvinegro volta a campo no próximo sábado dia 17, as 16:20hs, para enfrentar o Vitoria da Bahia no Frasqueirão. Até que enfim um joguinho a tarde para tirar o mofo das bandeiras. É hora de a torcida ir a campo empurrar o Alvinegro atrás de mais um triunfo, que pode significar um distanciamento confortável da zona de rebaixamento.  

PS: O plural de Gol pode ser Gols ou Gois, assim como o plural de Sol é Sois.

Ficha Técnica

Local: Estádio Serra Dourada, Goiânia/GO.

Arbitro: Edmundo Alves do Nascimento(SC).
Assistente 1: Marco Antônio Martins(SC).
Assistente 2: Josué Gilberto Lamim(SC).

Goiás(1): Harlei (Pedro Henrique), Douglas, Valmir Lucas, Ernando, Marcão; Marcinho Guerreiro, Carlos Alberto, Alan Bahia, Diniz (Max pardalzinho); Guto (Hugo(1)), Felipe Amorim. Técnico: Ademir Fonseca.

ABC(2): Camilo, Pio, Rafael Caldeira, Irineu, Renatinho Potiguar; Esdras(Rômulo), Ricardo Oliveira(Chimba), Makelele, Cascata(1); Leandrão, Lins(1)(Geilson). Técnico: Leandro Campos.

2 comentários:

Breno Cardoso disse...

Por isso que eu gosto do Goiás, aprendeu direitinho o ofício da Sejejapekanga de Goianinha, foram 6 pontos nessa série B, o ABC ganhou lá e cá. Outro detalhe também é que o Goias é de Goiânia, até nisso são parecidos, pois a selejapekanga é de Goianinha, quase a mesma coisa, mesmo, mesmo ofício....

Breno Cardoso disse...

Eu começei a acompanhar o jogo e um detalhe interessante foi que assim que eu liguei o Rádio Cascata ia bater o penalti e fazer o nosso primeiro GOl, já começei só a delícia. O primeiro tempo foi muito bom para o ABC, foram vária chances disperdiçadas, e Leandrão querendo ser Deivid, perdeu gols feito. Eu lembro que quando estava acompanhando o jogo pela rádio globo, um dos narradores falou: "...tomara que esses gols não façam falta lá na frente...." foi dito e feito, o Goiás começou a gostar do jogo no segundo tempo e colocou o ABC debaixo da trave e não empatou por muito pouco, era ataque a todo o instante, e obrigou Camilo a fazer a sua melhor atuação pelo ABC....

Agora que venha o Vitória, revanche da liga do nordeste, nosso time que fazer uma boa atuação, pois se a vitória contra o vitória vier, ficaremos mais perto do G4, e vamos ver a zona de rebaixamento cada vez mais pelo retrovisor, para a tristeza das "Goianinhas"....

Uma coisa pode ter certeza do ABC, se conseguirmos abrir dois gols de diferenças, pode chorar à vontade, pq ninguem tirou dois gols de diferença neste campeonato, é muito difícil fazer isso, aliás, nesta série B, só quem conseguiu esta façanha foi a Portuguesa, e ainda perdeu o jogo, pois Elionar Bombardeou o gol dela....

E o Goiás é brincadeira, no começo eu apontava o Goiás como um dos grandes candidatos ao acesso, pois o mesmo esteve na final da sulamericana do ano passado, montou um grupo mediocre para este campeonato, é bem capaz até de cair. Eles querem subir só com o nome e as camisas

#BoraABC