segunda-feira, 21 de março de 2011

O ABC é um vulcão adormecido

A saída de Leandro Campos é apenas mais um sinal de que o ABC é um vulcão preste a explodir.

Passei a noite de ontem tentando entender o que passa com o Alvinegro. Entrei em contato com amigos, na tentativa de criar um quadro geral que culminou com a perda do titulo do 1° turno e a saída do técnico Leandro Campos.

Existe uma disputa interna dentro do comando ABCdista. Esse é o quadro geral. Aparentemente há uma disputa dentro da direção do Clube, que tem como característica uma queda de braço, de como se deve investir no Clube. E isso vem desde o inicio da temporada. 

É uma disputa para ver onde o dinheiro deve ser investido dentro do ABC. Parte briga é para se ampliar investimentos no futebol e a outra quer maiores investimentos nas ações de marketing. 

Vão negar, mas é isso aí.

Nesse meio estava Leandro Campos, que viu a contra gosto vários jogadores que por ele seriam dispensados ao final de 2010 tendo contratos renovados. E essas renovações, como não poderiam deixar de ser, foram forçadas pelo pequeno investimento no futebol. O ABC contratou apenas 4 ou 5 nomes para o inicio do ano. 

Com o decorrer do tempo, o time ABCdista mostrou suas debilidade, a paciência do treinador acabou e ele pediu demissão no final do jogo de ontem. Nesse meio tempo, varias foram as vezes que Leandro pediu reforços, principalmente nas posições carentes. Mas sem capital, fica difícil contratar. Por exemplo; somente agora chegou o lateral China, que não deve permanecer para a B.

O certo é que o ABC hoje não é feito só pelo Presidente Rubens, mas por pelo menos 5 nomes que investem do próprio bolso no Clube. Se eles divergem entre si, os pepinos se somam e o futebol dentro de campo é o primeiro a dar sinais negativos. 

É hora do Presidente Rubens Guilherme chamar na chincha essa turma e reordenar os rumos diretivos da equipe. Deixar claras as metas do Clube para 2011, e azeitar a maquina. A pena se isso não ocorrer, é esse vulcão explodir, jorrar lava para todos os lados e Rubens ficar só com a bronca na mão.

O que vejo hoje é muita fumaça...

7 comentários:

Anônimo disse...

Olá Diego.
Suas fontes falaram a verdade.
Essa disputa existe sim, mas me permita opinar sob 2 pontos de vista distintos.
Primeiramente, disputa em organizações, por menores que elas sejam, vão existir. Pra mim um comportamento normal. Aliás, incomoda-me muito mais uma hierarquia de puxa-saquismos, onde todos balançam a cabeça para a idéia que vem de cima. Pra mim, sempre é salutar a divergência, a troca de idéias.
Por outro lado, disputas como a que vc informou são saudáveis sempre que o comando superior tem a palavra final. Afinal o sistema do clube é presidencialista.
Desta forma, aparam-se arestas, terminam-se as discussões.
Portanto no ABC falta "o murro final na mesa", de quem realmente manda.
Apesar de Rubens Guilherme ser o presidente, sua agenda não permite um envolvimento 100% no clube. No início do mandato, um grupo "jovem" tomou a frente do projeto. Com o passar do tempo, Paiva Torres tem assumido o controle do clube, afastando esse grupo inicial. Mas estamos falando da esfera administrativa, que tem nada a ver com a queda de LC. Como vc sabe, por mais que existam brigas administrativas, se o futebol tá ganhando, foda-se o resto.
Desde o ano passado ele já esteve no cai-não-cai.
Esse ano, há algumas rodadas, a briga com Cascata ficou visível, de onde o nosso jogador foi colocado de molho, com a desculpa de que estava fora de forma (pra quem prestou atenção nos 3 ultimos jogos, Cascata correu do início ao fim).
O "chega" de LC no jogo em Santa Cruz foi sincero. Em momento algum o ABC foi superior ao Santa, em nenhum dos 3 jogos. Na goleada, ele estava perdido "fora de campo". Não sabia o que fazer, não sabia como alterar (acabou fazendo o mesmo de sempre, trocando lateral por lateral, meia por meia), demonstrando total incapacidade tática frente ao adversário.
O elenco do ABC, por mais que seja pequeno em 2011, é superior ao de qq time de nosso estado. Levar goleada do Santa? Desculpe, mas pede pra sair sim.
Sobre o prox treinador? Givanildo está sem emprego e quase foi contratado pelo Central. Pediu 50mil por mês e o central não tinha. Ivan assume por PEDIDO do grupo (pra vc ver como tava o clima lá dentro). O grupo não aceita pro estadual alguem de fora.
Não sei se Givanildo vem. Um dia me encontrei com ele quando ele era treinador do Vila Nova. Conversamos bastante sobre futebol e disse q era torcedor do ABC. No mesmo momento ele me falou a classificação do ABC no estadual, a ultima rodada, me falou a escalação do time Mais Querido, e me falou tmb o esquema tático. Fiquei impressionado com ele era "antenado", mesmo estando tão distante e dirigindo um outro time.

Vou assinar como anônimo esse post, apesar de achar que vc deve saber facilmente quem escreve.

Abraços.
Anonimo sempre ABC!

fernando disse...

Gustavo seu comentario é muito subjetivo. todo clube ou instituição tem divergencias e elas são salutar. nem no partido comunista chines existe um pensamento unico. o ABC não pode de uma hora para outra ter virado uma zona.

Breno Cardoso disse...

é um vulcão mesmo, porque dos jeito que as coisas andam não poderia ser muito diferente....

- O time foi goleado....
- Técnico pediu pra sair sem mais nem menos....
- Diretoria mostrando incompetência....
- Não foram contratados reforços após a goleada....
- Ivan no comando....
- E o principal, TORCIDA INSATISFEITA

tomara que a diretoria não esteja dividida por causa de interesses individuais, pq isso só faz prejudicar todo mundo....

e bom jogo ao mais querido diante do potiguar em mossoró.... estarei na torcida

Diego Ivan disse...

Para os três:

A divergência é salutar, mas imaginem um barco a remo onde todos remam na direção que querem... Fica difícil.

O que falta ao ABC é um norte. A divergência pode ocorrer, sem problemas, mas ela tem que ter um objetivo comum claro, senão racha fácil.

Me parece que todos tem ideias divergentes de como fazer o ABC seguir em frente.

Abraço!!!

Anônimo disse...

Você está sendo bonzinho quando diz que o ABC é um vulcão adormecido.Não é adormecido, quem ver de fora acha adormecido, mas quem tá de dentro vê que o vulcão está estourando, apenas as lavas não subiram ainda, ainda, mas tudo pode explodir.

Anônimo disse...

A briga é grande ! De um lado temos o grupo liderado pelo Sr.José Paiva Torres, já na outra está o grupo liderado pelo Sr. Flávio Anselmo.

O colunista Edmo Senedino afirmou em seu BLOG que Paiva está pior do que Judas Tadeu, mas não posso aceitar as palavras de Edmo que é muito amigo de Flávio Anselmo.

O ABC caiu apenas pela divisão interna. Um time que tinha Zé Eduardo, Ricardinho e Júnior Negão não era para ter caído nunca.

Fico torcendo para que o Presidente Rubens Guilherme consiga unir os dois grupos. Rubens é um cara nota 10 e tem habilidade para nir os pontos divergentes.

Não gosto de postagem anônima, mas dessa vez prefiro ficar no anonimato.

Anônimo disse...

Edmo Senedino é só amigo de Flávio Anselmo ? Deixe de ser inocente cara.