quarta-feira, 30 de março de 2011

É respeitar o suficiente


Muitos falam que o ABC deve encarar de igual para igual o Vasco da Gama hoje à noite no Frasqueirão, outros falam que uma retranquinha cairia muito bem. Eu acredito que se o ABC apelar para um desses extremos, estará dando um tiro no próprio pé. Senão vejamos os dois raciocínios. 

Se o ABC se fechar demais irá permitir que o Vasco faça seu jogo próximo ao gol de Wellington, o que seria temerário, pois passar 90 minutos sob fogo cruzado geralmente resulta em derrota. 

Se o ABC for muito aberto, buscando o gol a todo momento, entrando na pilha da torcida, o resultado pode ser um Vaco jogando nas costas dos laterais ABCdistas. Seria um jogo de transição e muita velocidade, coisa que o ABC não é acostumado a fazer. 

A minha dica, apesar de Leandro Campo já ter sinalizado um time repleto de zagueiros e volantes, seria o meio termo. Tentar jogar no erro do adversário, ocupar bem os espaços no campo e não permitir as jogadas de velocidade Vascaínas. Atacar pelas laterais e trabalhar a bola pelo meio, fazendo com que Cascata tenha espaço para distribuir bem o jogo ABCdista. 

É jogar com respeito suficiente para reconhecer as qualidades do rival e ter forças para supera-las.

Nenhum comentário: