segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

O 3-5-2 deverá ser uma realidade


No inicio do ano eu já especulava aqui no BPA que Leandro Campos pensava em uma alteração tática para a disputa da Série B. Eu escrevi que essa alteração seria a implementação do esquema 3-5-2. 

Pois bem, já são dois jogos com esse esquema tático e pouco resultado pratico foi visto em campo. No jogo contra o Centenário, ficou evidente que para o uso do 3-5-2, o ABC deve investir na contratação de dois pares de alas. Com o que Leandro Campos tem em mãos o esquema com três zagueiros, a brasileira, poderá se tornar um fracasso retumbante. 

Alas que não fazem a linha de fundo e a articulação no meio sobrecarregada, são dois ingredientes de uma receita mal concebida de um 5-3-2 ou 5-4-1. 

A menos que Totonho, Pio e os dois Renatinhos apresentem um futebol, que honestamente, eles não passaram nem perto de mostrar em 2011. 

Repito: Sem alas o ABCdista tem que se preparar para um esquema puramente defensivo, ou pouquíssimo criativo. 

Não tenho duvidas que o ABC contratará para o Campeonato Brasileiro, mas com o que nós temos hoje a disposição, o tradicionalíssimo 4-4-2 e o esquema tático da moda 4-5-1, facilitariam o encaixe desse elenco.

Apesar do que eu acho, Leandro insistirá com três zagueiros mesmo sem alas.

2 comentários:

fernando disse...

Esse esquema com tres zagueiros a Brasileira como diz voce é de uma burrice que não tem tamanho.

Gustavo Lucena disse...

Acho que a meta do LC é que 3-5-2 chegue bem entrosado para um eventual confronto contra o Vasco na Copa do Brasil.

Só q para isso o ABC precisa contratar um ala direito com características bem ofensivas.

Mas antes, precisamos passar pelo Barras, que não é um time bobo.

Acho que contra o Barras tem que ser mantido o 4-4-2.