domingo, 17 de outubro de 2010

Lições vindas da Curuzu

Nesse momento estamos no intervalo do jogo Paysandu 1x1 Salgueiro.

O time paraense abriu o placar, o Salgueiro empatou logo em seguida e passou a comandar o jogo.

A decisão está indo para os pênaltis.

Semana passada, após o empate no sertão pernambucano, pipocava na imprensa insinuações de que o Paysandu já estava classificado e que o Salgueiro não teria potencial para mostrar serviço no caldeirão da Curuzu.

Pois bem, o que vimos foi o time e a torcida alvi-celeste em clima de oba-oba e salto alto e que foi pega de surpresa com o gol de empate do Salgueiro.

Após o empate, a torcida que lota o Curuzú se calou e o time entrou em parafuso.

Independente do que venha a acontecer no 2º tempo, podemos tirar lições para essa semana.

Temos que mandar às favas o ôba-ôba e o clima de já ganhou.

Creio eu que o time comandado por Leandro Campos deve está vendo o jogo e testemunhando o que está acontecendo na Curuzu.

Ou seja, essa semana exige muita concentração por parte do time e a Frasqueira tem que ficar em clima de estado de guerra, e não em estado de festa.

Está na minha memória a semana que antecedeu o jogo contra o Coríntians, onde o oba-oba prevaleceu e o time passou pelo vexame de ser campeão com uma derrota perante o público recorde do Frasqueirão. Não podemos dar bobeira outra vez.

O clima tem que ser de otimismo, porém de compenetração total para que nem a Frasqueira nem o time sejam surpreendidos como foi o Paysandu no primeiro tempo da Curuzu.

O clima da torcida tem que ser aquele da véspera do confronto contra o Bragantino em 2007, tensa, mas confiante de que tudo daria certo, pois a situação era desfavorável.


EDIT: Acabou o jogo, o Salgueiro surpreendemente obtém o acesso a Série B vencendo o Paysandu em plena Curuzu or 3x2. Mais do que nunca, todo cuidado é pouco, não podemos dar bobeira, devemos ter todo o cuidado com o Águia.

Gustavo Lucena

Nenhum comentário: