segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Precisamos de um treinador com perfil de Série C

Não fui ao jogo em virtude de uma viagem a Jampa, mas pelo que pude constatar nas opiniões abalizadas de Diego Ivan e Alexandre Costa, o ABC deixou de vencer porque faltou um treinador que fosse capaz de mudar o panorama do jogo em uma situação adversa.

Não é de hoje que o Leandro Campos vem demonstrando dificuldades para reverter uma situação desfavorável do Mais Querido.

O esquema de jogo do ABC é extremamente previsível, totalmente dependente da habilidade do Cascata e da inspiração de João Paulo e Éderson. Quando essas 3 peças são anuladas por marcadores carrapatos, aí é um abraço e até 2011.

Isso é visível até mesmo nos olhos dos torcedores mais leigos e modistas. Menos na visão do treinador, que ao invés de inovar e arriscar, vai na clássica permuta do 6 por meia-dúzia.

Além disso, parece faltar ao Leandro Campos o perfil necessário de um treinador para uma competição tão curta e tão cruel como é a Série C.

E nisso, ninguém pode negar, Ferdinando Teixeira ganha de goleada. O velho treineiro, o velho tranqueira, o velho entregador de camisas, conforme dizem seus críticos é uma verdadeira cobra criada em Série C, principalmente nessa formatação em que para subir o ABC só enfrentará times do Norte e Nordeste.

O velho Ferdinando pode não ter o perfil ideal para uma competição longa como é a Série B, mas para esta Série C ele cai como uma luva. E o time do Alecrim está aí, dando resultados.

A trajetória do Leandro Campos nos momentos mais difíceis me lembra muito a primeira passagem de Flávio Lopes no ABC em 2005: vem construindo um curriculum vitorioso e eficiente mas que nos momentos decisivos, nas partidas-chave parece ser propenso a negar fogo.

Mais do que nunca ele estará obrigado a vencer o Salgueiro fora de casa para compensar esse empate inesperado, mas previsível.

Mas como o tempo é curto, só nos resta torcer para que o treinador mude a sua filosofia e se enquadre no perfil ranhento que a Terceirona exige.

Gustavo Lucena

Photobucket

4 comentários:

Lucas Alencar disse...

Quer dizer então que só na Série C que precisa de um técnico que mude panorama nas partidas?

Diego Ivan disse...

Apaguei uma palhaçadinha nos comentarios. Se é pra fazer graça, assine o comentario.

Anônimo disse...

GRAVE DENÚNCIA E A FRASQUEIRA ESTÁ MUDA
O que li no blog www.fernandoamaralfc.blogspot.com é assustador. O pobre paga, mas os amigos dos diregentes e conselheiros do ABC não. A frasqueira não pode ficar calada.
Está no blog. Vou escrever o que li por lá.
ABC F.C. 1 x 1 Alecrim F. C.
ENTRADA no ESTÁDIO
Desci do táxi e me dirigi à entrada destinada aos membros da imprensa : lá chegando, como sempre faço, tirei a minha carteirinha, mostrei ao porteiro e confirmei o meu número de inscrição na ACERN: 28...
O problema é que até chegar ao porteiro, precisei esperar pacientemente que várias moçoilas de bermudas e belas pernas, acompanhadas por seus namorados ou acomapnhantes, ficassem aos gritinhos, chamando por dirigente X e conselheiro y para que eles confirmassem ser elas convidados dos mesmos.
Quando a última, acabou de trocar beijinhos e fazer as devidas apresentações – o namorado não era conhecido de quem convidou - pude finalmente entrar.

Black Ace disse...

Discordo totalmente.
Não vou julgar nada nem ninguém por causa de uma infeliz partida e com uma arbitragem desastrosa para os dois lados.
Leandro tem meu apoio e reconhecimento. A diretoria também, e terá mesmo que não consiga o acesso.
Pra mim, foi apenas uma partida infeliz, e que se estivessem jogando até agora, o placar continuaria o mesmo.