sexta-feira, 2 de julho de 2010

Copa do Mundo #84

Arrogante, prepotente e brigão. Esse é o treinero da Seleção Brasileira, que previsivelmente desde a convocação errou muito. Estamos fora.

Amigos, pensei que por estar com 4 anos de preparação para o fracasso no mundial, não ficaria tão puto com esta debacle. Fiquei irado, fiquei mesmo, mesmo sabendo que o resultado do Dunga a frente da Seleção Brasileira seria este, ou em coisa pior. 

Felipe Melo(volante), mas que pedra cantada. Desde as primeiras convocações, a turma já dizia que ele era esquentado. Me lembro como se fosse hoje, alguns comentarista cravando “se convocar o Felipe, periga ele fazer lambança quando mais se precisar dele.”. Devo ter falado alguma coisa a respeito no Blog. 

E a convocação? E os seis volantes do Dunga? E o talento? O time da CBF já tinha escapado de boa, no jogo contra Portugal, quando Júlio Batista(volante) e Josué(volante) tiveram que entrar no time. Rendimento pífio, ridículo. O Brasil perdeu muito mais por não ter como modificar o estilo de jogo, do que por qualquer outra coisa. Mudar jogo com Kleberson(volante), Ramires(volante), Gilberto Silva(volante) e Elano(volante).

Posso até admitir que ele poderia ter um plano traçado mas então por que não utilizou o banco para mudar o time durante os jogos. É um atestado claro de que não convocou certo, exatamente por não confiar em alguma de suas peças da reserva. No jogo contra a Coreia fez apenas duas substituições, contra a Costa do Marfim esperou Kaká ser expulso para mexer no time e hoje fez apenas 2 alterações. Será que guardou essas alterações para a próxima Copa? 

Por incrível que pareça, o Elano foi bem no Mundial, fez gols e poderia ter ajudado a mudar o time nesta Copa. Esta é a única mea culpa que faço sobre o que disse sobre este jogador, não acreditei em seu potencial. 

Limitado, sempre disse isso. Dunga é limitado, e Ricardo Teixeira sempre contrata técnicos dos mais limitados. O pior é que nem técnico o anão é (como diz o Gustavo Lucena). O Ricardão, que de futebol só entende o que dá dinheiro, é useiro e vezeiro em inventar no comando técnico da Seleção. Contratou o Falcão, que até hoje é um ninguém como técnico, o sexagenário Zagallo e o Lazaroni. Talvez ele invente o Galvão Bueno como técnico do Brasil para 2014, a “bola” o Galvão já recebe sem treinar. 

Bradou aos quatro cantos que não levaria jogadores descompromissados para Copa, realmente não o fez. Mas levou os bichados.
Não renovou o elenco, deixou uma herança para o próximo no cargo, difícil de engolir. Um time montado numa geração envelhecida, cuja média de idade beira os 30 anos. Principais peças do time com mais de 30 anos, sem entrar no mérito de invenções como o Afonso Alves. 

Parabéns para o Fernando Calazans, colunista do jornal O Globo e comentarista da ESPN Brasil, que na quarta-feira durante o programa Linha de Passe, cravou a eliminação do Brasil. Jornalismo esportivo é isso aí, se não for, palpite campeão é isso aí.

Resultado, Brasil eliminado nas quartas de final evitou apenas o vexame, mas para o Brasil semifinal é obrigação. Por tudo aquilo que torna a Seleção Brasileira o que é, ninguém pode estar satisfeito com atuações pálidas e algum brilhareco na África do Sul. 

PS. A Holanda hoje jogou muito bem, demonstrou uma seriedade fora do comum, tem um excelente conjunto e um bom time. Não nos esqueçamos desse detalhe, já que o brasileiro faz do menosprezo ao adversário prática comum.

PS2. Para os Dunguistas, eu digo... -Eu já sabia. A minha opinião não muda sobre este energúmeno, se vencesse seria o único derrotado, mas como perdeu voltou para onde nunca deveria ter saído. Na única chance de ser grande que teve, no momento mais sublime, xingou a todos sem distinção. 

Sobre o jogo, o Brasil fez um bom primeiro tempo, mas perdeu chances demais. No segundo foi engolido pela Holanda, que com um jogador a mais não deixou o Brasil jogar. Além disso Dunga mostrou limitação mais uma vez, ao não conseguir mexer no time. 

Tomara que Uruguai e Gana seja um bom jogo, pelo menos para descontrair. Por aqui o negocio está tenso.

Ficha Técnica

Holanda(2): Stekelenburg, Van der Wiel, Heitinga, Ooijer e Van Bronckhorst; Van Bommel, De Jong, Sneijder(2) e Kuyt; Van Persie e Robben. Técnico: Bert van Marwijk.

Brasil(1): Julio Cesar, Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos (Gilberto); Gilberto SIlva, Felipe Melo, Daniel Alves e Kaká; Robinho(1) e Luis Fabiano (Nilmar). Técnico: Dunga.
Photobucket

Um comentário:

Gustavo Lucena disse...

Isso sem falar que mais uma vez a dondoquinha da Renascer, Kaká, o queridinho da mída, amarelou mais uma vez.

Quando o BRasil tava na peia, faltou o cara para colocar a bola debaixo do braço e dizer: "vamos virar essa merda!"