quinta-feira, 29 de julho de 2010

Hipocrisia, eu quero uma pra viver

Me chama a atenção alguns sujeitos ficarem esperneando contra o fato da Diretoria do ABC ter protestado contra o árbitro do jogo do próximo domingo.

Ora, todos nós sabemos que o Sr. Paulo Jorge Brandão, dolosa ou culposamente prejudicou o ABC na última vez em que ele apitou num jogo do Mais Querido.

Errada estaria a Diretoria se ficasse omissa e aceitasse cândidamente que seu jogo fosse apitado por um árbitro que prejudicou o time num passado recente.

O protesto serve justamente para intimar qualquer esquema de arbitragem desfavorável ou maliciosa. Faz parte do jogo.

Fica a impressão que esses moralistas ou são um bando de cabaços, desconhecedores de que nas Séries B, C e D a movimentação nos bastidores é tão fundamental quanto o desempenho do time dentro de campo ou realmente querem que o ABC se foda mesmo, que tenha uma Diretoria omissa e um time medíocre.

Os principais candidatos as vagas ao acesso estão se mexendo: o Paysandu está mandando os seus jogos no fagimerado Curuzu, Fortaleza e Rio Branco firmaram parcerias com emissoras locais para transmissão de seus jogos fora dos seus domínios, como uma forma de seus torcedores fiscalizarem as roubalheiras e armações.

Não se enganem meus amigos, para se obter o acesso, além de um time competitivo, será preciso ter dirigentes sagazes e que saibam os caminhos obscuros do futebol.

Gostaria muito que o futebol fosse ganho apenas dentro de campo.

Só que infelizmente o mundo não é cor de rosa.

Menos mal que o futebol é só um entretenimento. Pelo menos para nós, pobres torcedores mortais.

Gustavo Lucena

Photobucket

Nenhum comentário: