quarta-feira, 28 de julho de 2010

Defesa preocupa

Os escolhidos de Leandro Campos para a defesa: Wellington, Lisa, Tiago Garça, Diego Padilha e Renatinho.










Amigos, vejo que Leandro Campos irá efetivar de vez o zagueiro Diego Padilha na zaga ao lado de Tiago Garça. Desde a semana passada Leandro fez entrar o Diego Padilha, mas alegou que o titular Leonardo não teria condições de jogo, por isso a mudança passou desapercebida. Só que Leonardo ficou a disposição no banco de reservas durante a partida ABC 3 x 1 CRB.

Se técnico do ABC fosse, também mudaria a zaga Alvinegra, mas não tiraria Leonardo, tiraria o Garça. O Leonardo é aquele jogador sério, sem muitas firulas e filigranas, boa estatura e relativa qualidade nas bolas aéreas, mas um pouco lento é verdade. Ultimamente Leonardo apresentou uma certa instalbilidade fisica. O Tiago Garça é o típico zagueiro que acha que joga mais do que realmente sabe, arrancadas desnecessárias, lançamentos à moda Adelmo, boa estatura mas falha muito por cima, além de defensivamente ser lento. 

Dos zagueiros do banco o Diego Padilha é o menos ruim, André Alves e João P. Mineiro, apenas são figuração neste banco do ABC. O xará entraria melhor no time com o Leonardo como parceiro de zaga.

O certo é que modificações teriam que serem feitas, já que os volantes Ricardo Oliveira e Basílio melhoraram sobre maneira o desempenho defensivo do time, mas problemas persistiram. As falhas individuais, principalmente do Tiago Garça é que a meu ver cobram um preço alto da defesa como um todo. 

Vejam os senhores, que desde o Estadual isso preocupa. Durante o torneio local a coisa era bem pior. O ABC não escapava em nenhum jogo de levar gol, em alguns momentos tomava mais que um por jogo.

E olhem que eu não falei nada sobre o Renatinho, que ficará para uma próxima oportunidade.

Vamos ver se o encaixe defensivo melhora com a modificação de Leandro Campos, em minha opinião não irá melhorar.
Photobucket

Um comentário:

Anônimo disse...

Diego Padilha foi trazido por Leandro Campos. è muita inocência o papo alvinegro achar que ele ia ficar no banco.