Pular para o conteúdo principal

Frasqueirão teria condições de ser um dos estádios da Copa de 2014?

Bob Fernandes noticia a possibilidade de ainda haver alterações tanto quanto às cidades-sede, como até mesmo os estádios dentro da mesma.

É o que está acontecendo em São Paulo, que não deverá ter o Morumbi como sede, mas um tal de Piritubão, que será construído (um verdadeiro estupro ao bolso do contribuinte, principalmente porque lá existem bons estádios a rodo, alguns dos quais tem a capacidade mínima exigida pela FIFA). Em Curitiba, a Arena da Baixada poderá ser trocada pelo Couto Pereira ou pelo Pinheirão.

Aí eu me deparo com a realidade do nosso RN.

O Arena das Dunas causa muita polêmica em razão de ser um patrimônio público e a chiadeira é tão grande que Natal está seriamente ameaçada de perder a sede, o que representaria um marco que certamente abalaria a cidade por muitos anos.

Aí me pergunto: porque o ABC FC não habilitou o Frasqueirão para sediar os jogos da Copa?

O Frasqueirão é um estádio moderno, mas precisaria de basicamente alguns ajustes, tais quais dobrar a capacidade, passando a abrigar 40 mil pessoas, suspender os primeiros lances das arquibancadas com o fito de acabar com os alambrados e ao mesmo tempo manter o perfil de caldeirão, investir nas coberturas e instalar as cadeiras numeradas.

Com certeza seria uma reforma cara, mas o dinheiro público talvez entrasse em menor quantia e não surgiriam políticos pousando de arautos do patrimônio público, para impedir tais reformas.

Enfim, talvez a utilização do Frasqueirão fosse uma unanimidade, até porque o estádio é localizado numa região estratégica como Ponta Negra. Isso forçaria também uma reforma radical na urbanização da região, com a abertura da parte dos fundos do Complexo Vicente Farache e a ampliação do número de vias de acesso, diminuindo os gargalos e engarrafamentos existentes.

Porém ficam as perguntas: não faltou ousadia e falta de visão da diretoria anterior em fazer um estudo sobre essa possibilidade? Será que a atual diretoria, se tivesse assumido na época em que a candidatura estava sendo elaborada, seria ousada o bastante para embarcar no projeto?

São perguntas intrigantes...

Gustavo Lucena


Photobucket

Comentários

Gustavo

Para o Frasqueirão seja aprovado, algo improvável, teria que receber uma MEGA REFORMA.

Não se esqueça que a ARENA da BAIXADA, do Atlético do Paraná, é o estádio mais moderno do Brasil, mas - mesmo assim - está bem longe de atender aos critérios da FIFA.

Pelo que sei, caso a verba pública não venha (no motante pedido pelo Atlético), a ARENA ficará de fora da Copa do Mundo.

Temos que comparar ( ao menos um pouco ) a nossa realidade com a do Atlético do Paraná. Eles estão ainda longe da Copa, ainda... E O FRASQUEIRÃO ? Bota longe nisso.

Mas, tudo se resolve com dinheiro. Nada é impossível ( em termos de Copa ) quando há dinheiro.

Minha opinião não é a única. Não sou dono da verdade, ou seja, aceito discordâncias.

Até a próxima.

José Leonardo
DO BLOG Música do Gol.
Diego Ivan disse…
Ainda bem que o ABC não caiu numa dessas conversas. O ABC não tem o que empenhar para gerar um valor financeiro maior que 100 milhões.

E mesmo o Frasqueirão, não seria assim tão facilmente adaptado a uma Copa do Mundo. Senão vejamos alguns aspectos que você esquecceu.

Cabine e tribuna de imprensa para muitos jornalistas.

Area dos vestiarios teria que ser toda padronizada, para cumprir todo o ritual FIFA.

Centro de imprensa, zona mista, local de entrevistas coletivas.

Ampliação de camarotes e zona Vip do estadio. Com respectiva entrada particular para essa turma.

Aumentar o numero de portões de acesso.

O gramado tem que obedecer os padrões FIFA, será que hoje atende?

Acesso e estacionamento do estadio é precario.

Enfim, esse negocio não é brincadeira. Tem muita coisa a se cumprir sem que haja uma garantia de retorno. O ABC entrando numa confusão dessas só se prejudicaria. E dinheiro publico já tá dificil no Machadão imaginem a fiscalização se fosse no Frasqueirão.
Anônimo disse…
Se a Baixada não tem, tu imagine o Frasqueirão.
Michel Aaron disse…
O Frasqueirão não tem vias de escape e formato logístico adequado para as normas da Fifa.. e além disso teria que passar por uma imensa reforma e nem o ABC teria condições de manter depois da copa..

E Eu acho que nem terá copa no RN...

Imagina aí.. o MORUMBI não tem o formato logístico (ESTACIONAMENTO, MAIOR NÚMERO DE RUAS PARA ACESSO AO ESTÁDIO, VIA DE ESCAPATÓRIA, LOCAL PARA IMPRENSA COM ACESSO AO EXTERNO... E ETC) que a FIFA deseja... imagina o ABC..
Veja o que encontrei no BLOG do Paulinho:


O estádio da Arena da Baixada precisa de R$ 130 milhões para se adequar às exigências da FIFA.

Isto é, pelo menos no calculo inicial.

A equipe do Atlético/PR se dispõe a bancar apenas R$ 39 milhões deste valor.

Mesmo assim, terá que solicitar empréstimo, muito provavelmente, do BNDES.

O restante, R$ 91 milhões, terá que ser bancado pelo Governo, seja ele Federal ou Estadual.

Em agosto teremos uma reunião parlamentar no Paraná para discutir a aprovação ou não da entrada de dinheiro público no projeto.

Um verdadeiro absurdo.

( In BLOG do Paulinho ).

Postagens mais visitadas deste blog

Os 40 maiores artilheiros da Seleção Brasileira

Uma Seleção como a Brasileira, com cinco conquistas Mundiais, vários títulos em todas as esferas do futebol, só poderia ter uma lista interminável de artilheiros. O Sexta da Copa de hoje trás a lista dos 40 maiores artilheiros da Seleção Brasileira. 
Pois bem, a lista é eclética, atravessando o período do amadorismo e profissionalismo, superando guerras e se rendendo ao marketing esportivo.


O grande destaque desta lista é o “Negão”, maior artilheiro da nossa Seleção, 95 gol em 114 jogos, em aproximadamente 15 anos vestindo a amarelinha. O topo da tabela é povoada por casos como o de Pelé, Ronaldo, Zico e Bebeto estiveram a serviço da CBF quase que toda a carreira profissional. 
Romário é um caso a parte, venceu o mundial de 94 mas ficou de fora da seleção entre 91 e 93, além de mesmo sendo artilheiro do Brasil entre 1998 e 2002 ter ficado fora das listas de convocação. Mesmo assim o baixinho ainda marcou 55 gols pelo Brasil.
Chama a atenção também os casos excêntricos, como os artilh…

Distintivos têm que ser bem feitos(6)

Dando continuidade aquele projeto que comecei em janeiro de 2010 eu publico mais 10 distintivos de clubes e times do nosso Estado. Lembrando que a intensão desse trabalho é disponibilizar distintivos de boa qualidade na internet, coisa rara. 
Na sequencia temos; Potiguar EC (Parnamirim), SC Parnamirim, Asas EC (Parnamirim), CE Força e Luz (Natal)(V), CE Força e Luz (Natal)(N), C Ferroviário N (Natal), Guamaré EC, Areia Branca FC, SE Pitimbu e União SC (Natal).
O link das postagens anteriores são essas aqui. Postagem 1 (Clique Aqui) Postagem 2 (Clique Aqui) Postagem 3 (Clique Aqui) Postagem 4 (Clique Aqui) Postagem 5 (Clique Aqui)

Quem tiver alguma sugestão, deixe seu recado com uma imagem do distintivo e alguma informação sobre ele.

E-mail: papoalvinegro@gmail.com
Twitter: @oPapoAlvinegro











Distintivos têm que ser bem feitos (23)

Mesmo com o blog mal parado eu publico agora a 23ª edição do Distintivos têm que ser bem feitos. Mais uma vez reproduzindo os distintivos de times do interior do RN com qualidade melhor que as encontradas na internet. Criando um arquivo de imagens importante para quem faz futebol e futsal no nosso quinhão de terra.
Na sequencia temos; A. C. E. Vieirense de Marcelino Vieira/RN, a versão atual na camisas do Alecrim F.C. de Natal, Cruzeiro do Sul de Nísia Floresta/RN, a versão atual do Santa Cruz de Natal, São José E.C. de Rodolfo Fernandes/RN e para finalizar União Sport Club.
Quem quiser pode deixar a sua indicação de escudo nos comentários ou no e-mail papoalvinegro@gmail.com
Os links das postagens anteriores são essas aqui.

Postagem 1 (Clique Aqui) Postagem 2 (Clique Aqui) Postagem 3 (Clique Aqui) Postagem 4 (Clique Aqui) Postagem 5 (Clique Aqui)  Postagem 6 (Clique Aqui)  Postagem 7 (Clique Aqui) Postagem 8 (Clique Aqui) Postagem 9 (Clique Aqui) Postagem 10 (Clique Aqui) Postagem 1…