domingo, 27 de junho de 2010

Copa do Mundo #75

Jogão, isso mesmo, jogão. Adjetivo a parte, o Clássico Mundial entre Alemanha e Inglaterra teve tudo aquilo que esperamos em jogos como este. Futebol, emoção, erro de arbitragem e um pouco de algo que não se explica mas que só o futebol tem.

A vitória Alemã por 4 a 1 foi justíssima, pareciam até duas equipes de escalões diferentes. A Inglaterra parecia um time de Serie B, na verdade, dos Campeões Mundiais, a Inglaterra apesar do esforço midiático não passa de uma Seleção como o Uruguai. Time com alguma história, mas que nunca reflete isso em campo.

Que jogador esse Özil, joga muito esse garoto. É incrível como foi montado este meio de campo Alemão, que tem a mescla jovem/veterano como principal. Os jovens Özil, Khedira e Müller, mesclados com os veteranos Klose, Podolski e Schweinsteiger. Isso dá o tom de um time que não treme, mesmo que nem sempre jogue bem. 

O time Inglês é a chamada mentira deste Mundial. Eles tem destaques como Lampard, Gerrard e Rooney, mas tem muitas mentiras no time titular, como James, Barry, Milner e Defoe. Tudo isso por que os times Ingleses assim como os Italianos, não tem em seus times um celeiro formador para a Seleção Nacional. Coincidência?

O futebol Alemão é como um relógio, não me surpreenderia nada se os víssemos na final no dia 11 de julho. 

Ficha Técnica

Alemanha(4): Neuer, Lahm, Friedrich, Mertesacker e Boateng; Schweinsteiger, Khedira, Müller(2) (Trochowski), Özil e Podolski(1) (Gomez); Klose(1) (Kiessling). Técnico: Joachim Löw.

Inglaterra(1): James, Johnson (Wright-Phillips), Upson(1), Terry e Ashley Cole; Lampard, Barry, Milner (Joe Cole) e Gerrard; Defoe (Heskey) e Rooney. Técnico: Fabio Capello.
Photobucket

Nenhum comentário: