sexta-feira, 12 de março de 2010

O homem que criou o futebol moderno

O Holandês Marinus Jacobus Hendricus Michels, mais conhecido como Rinus Michels(foto 1) foi o técnico da seleção da Holanda na Copa de 1974 e foi responsável pela “criação” do futebol moderno. Uma revolução de 4 jogos, que até hoje é motivo de análise e sem sombra de dúvidas tornou o futebol antigo, no futebol que conhecemos hoje.

O “general”Rinus como era conhecido pelo estilo autoritário, introduziu no futebol já em 1971 quando técnico do Barcelona artifícios como a linha de impedimento. Em 1974 campeão Espanhol pelo Barça, resolveu aceitar o convite da Koninklijke Nederlandse Voetbal Bond(Federação Hoandesa de Futebol), para assumir o cargo de técnico na Copa.

Rinus Michels comandou a Holanda em pouco jogos antes do início do mundial, na Alemanha comandou o time em 7 partidas; (Pela 1ª fase) Uruguai 0 x 2 Holanda, Holanda 0 x 0 Suécia, Holanda 4 x 1 Bulgaria, (Pela 2ª fase) Holanda 4 x 0 Argentina, Alemanha Oriental 0 x 2 Holanda, Holanda 2 x 0 Brasil e (Final) Holanda 1 x 2 Alemanha Ocidental.

O mundo se assustou com o futebol da laranja mecânica após a vitória do time sobre a Bulgaria, quando os primeiros sinais da revolução no futebol apareceram. A revolução do general durou exatos 4 jogos, os jogos contra a Bulgaria, Argentina, Alemanha Oriental. e Brasil.

Muitos se questionam o que aconteceu para tornar alguns bons jogadores como Neeskin(foto2), Resenbrinck, Krol(foto2) e o gênio Cruiyf(foto 4), nas engrenagens da maquina de futebol. É claro que o talento dessa turma, que na seqüência se tornariam expoentes em seus Clubes, foi importante, mas fica patente também que a metodologia de ultrapassagens dos laterais, os volantes com liberdade e atacantes que marcavam a saída de bola, tornaram a laranja mecânica para as outras seleções do mundo, que o diga o Brasil de Marinho Chagas, Rivelino, Jairzinho, Luís Pereira e do sempre arrogante treinador Zagallo. O desenho tático Holandês era o 4-3-3, mas taticamente isso pouco importava, não havia posição fixa.

Se o talento dos jogadores e a preparação física (sob a batuta de Cláudio Coutinho) do Brasil em 1970, causaram alvoroço no mundo, imagine isso sendo jogado de maneira que ninguém tinha visto ainda. Foi exatamente o que a Holanda fez.

Pena que a revolução não perdurou até a final, pelo menos do lado Holandês. A Alemanha Ocidental usou da mesma metodologia como antidoto ao futebol total da Laranja. Mesmo o Rinus Michels não conseguiu anular o que havia criado, os conseguiram o primeiro tempo da decisão por 1 a 0. Mas no segundo, além do peso da camisa, a Alemanha mostrou categoria e superou o adversário virando o marcador. Poderia se dizer que é mais um caso onde a criatura venceu o criador.

Certo é que o general Michels mudou o mundo do futebol, mudou a maneira de se jogar futebol. Michels modificou o futebol ideologicamente, eu diria que, a partir dele todo o mundo pode praticar o futebol de maneira que equipes medianas pudessem superar equipes mais qualificadas. O futebol tem em Michels um dos seus grandes nomes.

papoalvinegro@gmail.com

Nenhum comentário: