segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Na aparência tudo bem, só na aparência

Mea culpa, queria pedir desculpa a galera por não ter escrito nada ontem, acontece que eu fiquei entretido com o Super Bowl, que culminou com a vitoria do New Orleans Saints 31 x 17 Indianapolis Colts. Quando terminou o evento já passava da meia noite.

O clássico realizado ontem na aparência correu tranqüilamente, mas na realidade em grandes jogos é que nós vemos que nem tudo vai bem. Vou pontuar esses temas.

A arbitragem: É incrível como a arbitragem no Brasil é disforme, ninguém segue uma formula, todos seguem a vontade própria não há regulamentação. Amigos ontem valeu de tudo, pescoção, pernada e dedada, tudo isso sobre aquela famigerada escola do Leandro Voadem. O Paulo Jorge Brandão em alguns momentos fez vistas grossas, , não marcou faltas, inverteu jogadas e aplicou a “lei da compensação”. O caos não foi maior por que os dois times entraram em campo para jogar futebol, por que senão...

Yamada: O que é que esse camarada faz no ABC? A torcida fica com o “bizuim” trancado, como diz o matuto, mas o fato é que Yamada não é goleiro para o ABC. Bolas altas na área é um sufoco, bolas por baixo não tem segurança, então por que permanece? Tem dois goleiros no banco esperando oportunidades, com a palavra a direção Alvinegra.

Moura ganhou o Clássico: Foi evidente como o ABC não tem opções no banco. No primeiro tempo o eficiente futebol do ABC se resumia ao lateral Renatinho pela esquerda, Carlinhos na ponta direita e Jaime no meio. Sem lateral direito no ABC, Moura congestionou o meio, a lateral esquerda e colou um jogador em Carlinhos, o ABC ficou sem ação em boa parte do segundo tempo. Aí é que o ABC mostrou as suas deficiências, a falta de opções no banco deixam Didi Duarte vendido em qualquer jogo, por que mesmo com as mudanças o time permaneceu no mesmo estilo de jogo, já que não tem peças reservas para todas as posições.

Carlinhos cai-cai: Se ele ainda fosse um Cobra-Kai(foto) tudo bem, brincadeira. Fora de brincadeira, o que esse Carlinhos cai durante os jogos é uma palhaçada, quando é para valer a arbitragem não marca. Isso não ocorreu somente ontem, vem acontecendo desde os amistosos de pré-temporada.

Desrespeito: Mais uma vez a torcida do ABC foi desrespeitada no Machadão. A demora na abertura do portão 8 antes do jogo deixou muita gente boa do lado de fora do estádio, a mercê de vândalos, que nesse clássico fizeram a festa. Mas isso não é novidade.

Para não perder o costume, vejam a ficha do jogo.

Ficha Técnica

Local: Estádio Machadão, Natal-RN

Árbitro: Paulo Jorge Brandão
Assistente 1: Eduardo Lincoln Neves
Assistente 2: Izac Márcio da Silva
4º árbitro: Leandro Saraiva

América(2): Rodolpho; Thoni, Edson Rocha(1), Adalberto e Rogerinho; Júlio Terceiro (Elielton), Rafael Paraná, Saulo (Aloísio) e Berg(1); Ronny (Soares) e Adriano Magrão.Técnico: Carlos Moura.

ABC(1): Yamada; Edson, Tiago Garça, Leonardo(1) e Renatinho; Bileu, David (André), Nino e Jaime; João Paulo (Ivan) e Carlinhos (Rodrigo Galvão).Técnico: Didi Duarte.

papoalvinegro@gmail.com

6 comentários:

MÚSICA F. C. ! A VOZ DAS ARQUIBANCADAS. disse...

Preocupado mestre, muito preocupado. A imprensa enchedo a bola do ABC e taí o resultado.

Ser líder é ótimo, mas ter volume de jogo também é ótimo, mas...

fernando disse...

caro diego. em relaçao a falta de respeito com o torcedor na entrada do estadio (portao 8) não é a primeira vez que isso ocorre. o culpado de tudo aquilo é um sujeito chamado davi que é pau mandado de alex padang.

Anônimo disse...

É bem melhor mudar de esporte e assistir ao Super Bowl, porque esse time do ABC é muito fraco. E olhe que o time jogou muito bem ontem, mas falta qualidade e elenco.

Gibson Azevedo disse...

Fui ao clássico, como sempre faço. Não devia ter ido.... Nunca vi um clássico com o futebol tão pobre. É de fazer chorar; e do lado do mais querido, aí é que esta máxima se torna verdadeira. Que timinho vulnerável!... Percebi isto, quando um pobre arremedo de equipe decidiu ir pra cima do ABC: foi aquele desastre que todos virão.
O América mereceu a vitória. Isto é um fato. Entretanto, é outro timinho sem maiores qualidades; e digo com franqueza, se os times do interior não tivessem tão disfigurados e jogassem doistões de futebol, o título do estadual seria novamente disputado nalgum estadiozinho, dalguma cidade interiorana do nosso Estado.
Alguém tem dúvida?
O Alecrim? Este, é cavalo paraguaio!...

lucianocaldas disse...

O desreispeito com a torcida do ABC ontem foi digna dos maiores absurdos que já presenciei.
Tudo isso mais uma vez patrocinado pelo senhor alex padang e cia. Na série B aconteceu exatamente a mesma coisa.
Enquanto eles nos humilham, fica neguinho aqui defendendo o aluguel do frasqueirão para esses calhordas.

Diego Ivan disse...

Luciano não se engane, ninguém está confortável com essa estória de aluguel, mas o fato é que o ABC precisa fazer dinheiro com o Frasqueirão. O ABC em 2010 não pode ficar 4 ou 5 meses com aquele imóvel fechado, sob pena de não ter como fazer a manutenção dele. Que Alecrim e América, ou outra equipe do RN despeje dinheiro no ABC, eu ficarei com um sorriso de orelha a orelha.

Abraço!!!