sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Um campeão varzeano (2)

No apagar das luzes de 2009, a equipe do Centenário de Pau dos Ferros anuncia sua desistência de disputar o Camp. Estadual de 2010, deixando a competição com o anacrônico número de 9 clubes (sempre vi com péssimos olhos competições com um número ímpar de participantes, pois além de obrigar 1 clube a folgar por 1 rodada pode dar margem à manipulações de resultados).

Com isso cada vez mais a minha tese de limitar o número de clubes profissionais no RN ganha força.

Acho que o RN - assim como várias Federações Estaduais - so deveriam ter no máximo e com muita boa vontade 8 clubes minimamente estruturados e que tivessem condições de manter o departamento de futebol profissional na ativa ao longo do ano, abolindo-se a sazonalidade.

Tá na hora da FNF comandar uma ação neste sentido, enxugar e solidificar o futebol profissional, assim como reestruturar o velho "Matutão", que seria a grande competição amadora do RN.

Se algum clube do futebol amador quisesse ser promovido ao status de profissional, deveria, além de demonstrar condições financeiras e estruturais para gerenciar o futebol profissional, teria que comprar 1 das vagas dos clubes já existentes. Isso valorizaria e muito o futebol do RN.

Outra idéia de bom grado seria que as Federações Estaduais pressionassem a CBF a criar uma competição nacional de cunho amador.

O que não pode mais acontecer é ficar essa hipocrisia de vermos clubes amadores e sazonais se misturando e até mesmo atrapalhando a vida de clubes que pretendem levar o futebol a sério.

Foi que o ASSU aprontou o ano passado, quando desistiu da Série D em cima da hora e com isso o Potyguar-CN e os clubes mossoroenses não tiveram tempo hábil para se estruturarem para disputar a competição.

E o Centenário, campeão da Série B do Estadual, apronta mais essa e impede outros possíveis clubes que pretendessem se credenciar a ter um futebol mais profissional.

Gustavo Lucena

papoalvinegro@gmail.com

Nenhum comentário: