sábado, 19 de setembro de 2009

Coluna Melhorou e Piorou - Vila Nova 1x0 ABC

MELHOROU

Tucho: Deu sinais de evolução, pois os lampejos de criatividade do ABC nessa derrota passaram por esse jogador. Também mostrou combatividade.

Alexandre Oliveira: Sem sombra de dúvidas o melhor jogador do ABC em campo, mostrando disposição e garra.

Tiago Cardoso/Rafael Pedro/Gaúcho/Juninho: A segurança de sempre, na qual a Frasqueira já está começando a se acostumar.

NA MESMA

Bruno Barros: Nitidamente jogou no sacrifício, pois vem voltando de uma contusão pesada. Aliado a isso, seu desempenho restou comprometido pelo esquema tático que o sobrecarregou.

Ricardinho: Entrou e sofreu uma marcação pesada. Não teve tempo para fazer algo relevante.

Júnior Negrão: Isolado lá na frente, também ficou demasiadamente sobrecarregado.

PIOROU

Bosco: Outra partida abaixo da crítica. O ruim de tudo isso é que ele não tem reserva à altura.

Gedeon: Depois de boas partidas, parece ter voltado ao normal. Errou muitos passes e também falhou na marcação.

Augusto Recife: Em péssima fase, seja no meio, seja na lateral esquerda, foi uma verdadeira festa para o Vila Nova, que só não goleou porque tem um ataque fraquíssimo, de fazer inveja aos legendários Fábio Silva, Ronaldo Capixaba e Vinícius.

Flávio Lopes: Mais uma vez escalou um time de maneira equivocada, pois ele sabia que no 3-6-1 os alas tinham que está 100% bala. Ele sabia (ou deveria saber) que Bruno Barros não estava com a forma física ideal para suportar a carga que a ala esquerda exige num 3-6-1. Alguém tem que ensinar a ele que em time que está ganhando não se mexe. E teve medo do fraco Vila Nova. E alguém precisa ensinar a ele o ditado popular "em time que está ganhando não se mexe".

Márcio Pereira: Ao vir com a pérola de que o clima de Goiânia foi a grande responsável pela derrota do ABC, nos fez lembrar dos gloriosos tempos de Heriberto da Cunha. Uma pérola a la ET, de quem falarei a seguir.

Emilson Tavares: Quando eu vejo esse cidadão, ele me passa a impressão de ser alguém com uma energia bem negativa. E como chefe de delegação do ABC, imagina a carga negativa que passou ao elenco. E ainda resolveu "esconder" o treinador Flávio Lopes de dar a entrevista a imprensa. Uma coisa é certa, esse sujeito tem que ficar longe do ABC.

Gustavo Lucena

PhotobucketJustificar

Nenhum comentário: