Pular para o conteúdo principal

O time do 1 a 0, não é o time de um jogador só

O ABC perdeu em casa para o Paysandu pela 7ª Rodada da Série B. O placar foi 2 a 0 com gols de Y. Pikachu e L. Cearense. Com o resultado o ABC ficou na mesma posição e com a mesma pontuação da rodada anterior, pelo menos até que as cinco partidas restantes na rodada sejam completadas. 


Jogar em casa é um suplício para o ABCdista, o time não consegue ter uma postura tática defensiva  solida e tampouco ofensivamente contundente. Na partida contra o Paysandu o Alvinegro entregou o jogo no primeiro tempo e depois teve que correr atrás no segundo. 

O ABC já começou o jogo mal escalado, com o esforçado zagueiro Mauricio na lateral esquerda. A preocupação com o lateral direito Yago Pickachu deve ter induzido Gilmar Dal Pozzo a manter o zagueiro na esquerda da defesa. O resultado é que o ABC no primeiro tempo ficou absolutamente dependente da saída de jogo pela lateral direita com Reginaldo, obviamente facilitando o trabalho adversário. Enquanto isso Lima e Ygor Julião esperavam no banco por uma oportunidade na posição.

Com apenas uma opção de saída de bola o adversário rapidamente sufocou o Alvinegro no campo de defesa. O Alvinegro não obrigou o goleiro Emerson a fazer nenhuma defesa difícil, enquanto Gilvan fez pelo menos duas boas defesas. O primeiro gol do Paysandu saiu em uma falha de Gilvan, que aceitou um gol olímpico. O segundo gol saiu em uma falha clamorosa na saída de bola com o zagueiro Sueliton que permitiu ao adversário invadir a área e tocar para o Leandro Cearense marcar.

Depois do gol a sensação no estádio era a de uma possível goleada, tamanha a incapacidade ABCdista no jogo. Sorte nossa que o Paysandu se contentou com o marcador. Na segunda etapa Dal Pozzo insistiu com Mauricio na lateral e escolheu Erivelton para cristo. Erivelton teve uma atuação apática como todos os jogadores do ABC. Com essa modificação Edno foi para o jogo e adivinhem, nada aconteceu. Com menos um jogador de armação e mais um jogador de ataque, o time que não atacava ficou sem atacar. Como ficou claro que da esquerda não sairia nada, o que era obvio, Lima entrou com 10 minutos do segundo tempo no lugar de Mauricio. 

Com mais de uma opção de ataque, agora com Fabinho Alves e Lima pela esquerda, Kayke e Reginaldo pela direita, além de Edno no comando do ataque, o Alvinegro começou a esboçar uma reação. Mas verdade seja dita, somente quando o volante Fael do Paydandu foi expulso. Com um a mais, algumas jogadas aconteceram. Numa delas Fabinho arrancou e cruzou para Kayke finalizar, sendo parado por grande defesa do goleiro. 

Bismak entrou para a saída de Ronaldo Mendes. Bismark é um jogador insinuante, tentou partir para cima mas o placar já era definitivo. 

O torcedor tá chateado, mas não adianta culpar o Frasqueirão, nem tampouco focalizar a revolta em cima de um jogador apenas. Desde o Estadual que o ABC dá sinais claros que é uma equipe com problemas defensivos, que tem dificuldade jogando em casa e principalmente que tem dificuldade de fazer gols. Não fosse Kayke guardar um gol por jogo, o ABC não teria chegado à final do Estadual nem garantido as vitorias fora de casa na Série B. O ABC é o time do 1 a 0. 

O Alvinegro volta a campo para enfrentar o Vitoria em Salvador, sábado as 16:20hs no próximo dia 20.

Ficha Técnica


ABC 0X2 PAYSANDU

GOLS: Paysandu – Yago Pikachu e Leandro Cearense.

Local: Estádio Frasqueirão, Natal-RN

Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Junior - PE (CBF-1).
Assistente 1: Francisco Chaves Bezerra Junior - PE (CBF-2).
Assistente 2: Cleberson do Nascimento Leite - PE (CBF-2).
4º Árbitro: Ítalo Medeiros de Azevedo - RN (CBF-1).

Cartões amarelos: Kayke, Dedé, Leandro Amaro (ABC); Ricardo Capanema, Carlos Alberto, Fahel (Paysandu)

Cartão vermelho: Fahel (Paysandu)

ABC: Gilvan, Reginaldo, Suéliton, Leandro Amaro e Maurício (Lima); Fábio Bahia, Dedé, Erivelton (Edno) e Ronaldo Mendes (Bismark); Kayke e Fabinho Alves. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Paysandu: Emerson, Yago Pikachu, Thiago, Gualberto e João Lucas; Ricardo Capanema (Augusto Recife), Fahel, Jhonnatan e Carlos Alberto (Edinho); Leandro Cearense (Luiz Felipe) e Aylon. Técnico: Dado Cavalcanti.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os 40 maiores artilheiros da Seleção Brasileira

Uma Seleção como a Brasileira, com cinco conquistas Mundiais, vários títulos em todas as esferas do futebol, só poderia ter uma lista interminável de artilheiros. O Sexta da Copa de hoje trás a lista dos 40 maiores artilheiros da Seleção Brasileira. 
Pois bem, a lista é eclética, atravessando o período do amadorismo e profissionalismo, superando guerras e se rendendo ao marketing esportivo.


O grande destaque desta lista é o “Negão”, maior artilheiro da nossa Seleção, 95 gol em 114 jogos, em aproximadamente 15 anos vestindo a amarelinha. O topo da tabela é povoada por casos como o de Pelé, Ronaldo, Zico e Bebeto estiveram a serviço da CBF quase que toda a carreira profissional. 
Romário é um caso a parte, venceu o mundial de 94 mas ficou de fora da seleção entre 91 e 93, além de mesmo sendo artilheiro do Brasil entre 1998 e 2002 ter ficado fora das listas de convocação. Mesmo assim o baixinho ainda marcou 55 gols pelo Brasil.
Chama a atenção também os casos excêntricos, como os artilh…

Distintivos têm que ser bem feitos(6)

Dando continuidade aquele projeto que comecei em janeiro de 2010 eu publico mais 10 distintivos de clubes e times do nosso Estado. Lembrando que a intensão desse trabalho é disponibilizar distintivos de boa qualidade na internet, coisa rara. 
Na sequencia temos; Potiguar EC (Parnamirim), SC Parnamirim, Asas EC (Parnamirim), CE Força e Luz (Natal)(V), CE Força e Luz (Natal)(N), C Ferroviário N (Natal), Guamaré EC, Areia Branca FC, SE Pitimbu e União SC (Natal).
O link das postagens anteriores são essas aqui. Postagem 1 (Clique Aqui) Postagem 2 (Clique Aqui) Postagem 3 (Clique Aqui) Postagem 4 (Clique Aqui) Postagem 5 (Clique Aqui)

Quem tiver alguma sugestão, deixe seu recado com uma imagem do distintivo e alguma informação sobre ele.

E-mail: papoalvinegro@gmail.com
Twitter: @oPapoAlvinegro











Distintivos têm que ser bem feitos (23)

Mesmo com o blog mal parado eu publico agora a 23ª edição do Distintivos têm que ser bem feitos. Mais uma vez reproduzindo os distintivos de times do interior do RN com qualidade melhor que as encontradas na internet. Criando um arquivo de imagens importante para quem faz futebol e futsal no nosso quinhão de terra.
Na sequencia temos; A. C. E. Vieirense de Marcelino Vieira/RN, a versão atual na camisas do Alecrim F.C. de Natal, Cruzeiro do Sul de Nísia Floresta/RN, a versão atual do Santa Cruz de Natal, São José E.C. de Rodolfo Fernandes/RN e para finalizar União Sport Club.
Quem quiser pode deixar a sua indicação de escudo nos comentários ou no e-mail papoalvinegro@gmail.com
Os links das postagens anteriores são essas aqui.

Postagem 1 (Clique Aqui) Postagem 2 (Clique Aqui) Postagem 3 (Clique Aqui) Postagem 4 (Clique Aqui) Postagem 5 (Clique Aqui)  Postagem 6 (Clique Aqui)  Postagem 7 (Clique Aqui) Postagem 8 (Clique Aqui) Postagem 9 (Clique Aqui) Postagem 10 (Clique Aqui) Postagem 1…