sexta-feira, 23 de maio de 2014

Jogos inesquecíveis das Copas do Mundo (10)

Chego nesta sexta-feira com a ultima edição do "Jogos inesqueciveis das Copas do Mundo". Em cima do laço, 20 dias do inicio da Copa do Mundo, apresento hoje as imagens do que para muitos é a maior apresentação de uma Seleção em Copas. É a reunião do maior numero de grandes jogadores em um único time, exatamente a grande Seleção de 1970, que venceu o Mundial realizado no México. O que chama a atenção nesse jogo é a exuberância técnica, individual ou em grupo, da Seleção Brasileira. O gol de Carlos Alberto Torres, que mais de 70% do time concatena a jogada, cheia de brilho individual, demonstrou o nível desse jogo e da nossa Seleção.

Um time com Pelé, Gerson, Rivelino, Tostão, Carlos Alberto Torres, e Jairzinho, todos eles no auge da forma, certamente nutriria a esperança de grandes jogos em qualquer competição. Foi isso que ocorreu na final contra a Itália. Não se enganem, a Itália também tinha uma grande seleção, com grandes nomes, dentre eles, Gigi Riva, Rivera, Facchetti e o goleiro Albertosi.

Final da Copa do Mundo de 1970, local Estadio Asteca na Cidade do México. Jogo realizado as 12:00hs do dia 21 de junho. O publico pagante foi de 107.412. Os gols do jogo foram de Pelé, Gerson, Jairzinho e Carlos Alberto, para a Itália marcou Bonisegna.   

Confira o show de imagens desse jogo.

Estádio Asteca na Cidade do Mexico. 

Escalação:
Brasil; 1- FELIX, 2- BRITO, 3- WILSON PIAZZA, 4- CARLOS ALBERTO, 5- CLODOALDO, 7- JAIRZINHO, 8- GERSON, 9- TOSTAO, 10- PELÉ, 11- RIVELINO e 16- EVERALDO

Escalação:
Itália; 1- Enrico ALBERTOSI, 2- Tarcisio BURGNICH, 3- Giacinto FACCHETTI, 5- Pierluigi CERA, 8- Roberto ROSATO, 10- Mario BERTINI, 11- Gigi RIVA, 13- Angelo DOMENGHINI, 15- Sandro MAZZOLA, 16- Giancarlo DE SISTI e 20- Roberto BONINSEGNA.

Rivelino deixou adversário no chão.

Pelé disputa bola no as com adversário.

No primeiro gol, Rivelino cruzou na área e Pelé escorou de cabeça.

Pelé sai para comemorar enquanto o zagueiro Burgnich está no chão.

Pelé salta nos braços de Jairzinho.

Jairzinho e Facchetti disputam milímetros do campo.

Confusão na área da Itália o Furacão da Copa, Jaizinho, meio sem jeito quase que não encosta na bola mas marca seu gol.  

Jairzinho sai para a comemoração. 

Dessa vez é Pelé que vai de encontro a Jairzinho.

Rivelino tenta em uma cobrança de falta.

Sandro Mazolla deixa Clodoaldo no chão.
Carlos Alberto Torres na cobertura.

Pelé disputa bola contra três Italianos

Pelé.

E mais Pelé.

Impressionante a impulsão de Pelé.

Sem falta. Gerson e Everaldo, ao lado dos Italianos Bertini, Rossato e Burgnich

Albertosi descontraído.

Rivelino com a bola dominada. Marcação cerrada.

Pelé discute com Cera e Facchetti.

Tostão com a 9 mas dando carrinho.

Britto e Gerson na marcação de Sandro Mazolla.

No lance mais emblemático das Copas, o time Brasileiro domina a bola durante 26 segundo até o gol de Carlos Alberto Torres.

Albertosi nada pode fazer.

O Capita sai para a comemorar.


A paulada por outro angulo.

Por trás do gol Carlos Alberto.

O time todo corre para comemorar este golaço.

Tostão é o primeiro a chegar.

Por outro angulo.

Comemoração efusiva.



Após o apito final a torcida Mexicana invade o gramado.

Pelé e Rivelino comemorando cercado por torcedores e repórteres.

Carlos Alberto Torres ergue a taça.



Nenhum comentário: