sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Uma vitoria esperada e merecida

Com gols de Giovanni Augusto, Rodrigo Silva, Alvinho e Somália, o ABC venceu o ASA por 4 a 1 quebrando um tabu de 34 anos e dando um passo firme rumo a sobrevivência na Série B. O gol do ASA foi de Elionar Bombinha.


O grande publico que foi ao Frasqueirão não saiu decepcionado com resultado do jogo. Se esperava uma vitoria, o ABC venceu. Se esperava um bom jogo, o jogo foi bom. Se esperava a quebra do tabu diante do ASA, o tabu foi pro espaço. A matemática Alvinegra é simples, vencer o Avaí no próximo sábado, chegar aos 45 pontos e tirar féria da Série B.   

A partida apesar do placar dilatado foi muito difícil, principalmente por que o ABC teve dificuldades em controlar o jogo após ter marcado aos 2 minutos de jogo. O ASA se soltou e o ABC não viu mais a cor da bola. A marcação frouxa no meio campo, permitiu que o ASA dominasse as ações até empatar o confronto ainda na etapa inicial. Quando Giovanni Augusto e Erick Flores, ele mesmo, resolveram jogar bola o panorama mudou de figura. 

Dominando as ações desde o primeiro minuto do segundo tempo o ABC foi buscar a vitoria. Renato e Maurinho, vejam vocês, começaram a causar muito tumultuo pelo lado direto do ataque. Tanto é que o lance do pênalti sobre Renato, convertido por Rodrigo Silva, Maurinho foi pro pau recuperou a bola e lançou Renato. Com 2 a 1 o ASA veio pra cima e nos contra ataques Alvinho e depois Somália num lance fora do normal deram números finais ao jogo.

A chave da vitoria do ABC certamente foi o balanço defensivo. Enquanto o ABC não conseguiu articular as jogadas de saída de bola, parando com chutões dos defensores, o ASA quase estraga a festa alvinegra. Quando o ABC começou a sair com a bola dominada, com Renato pelo lado direito e Erick Flores pela meia esquerda, o ASA acabou dominado. A fragilidade defensiva se explica por um detalhe. Daniel Paulista jogou hoje como 3º zagueiro mesmo, jogando quase sempre atras de Rogélio e Lino, o que sobrecarregou Edson na cabeça de área. No momento em que Edson conseguiu se mais efetivo defensivamente e além disso, Somália entendeu seu papel na lateral esquerda, a defesa não sofreu mais sufoco. 

Boa vitoria.   

O ABC volta a campo no Frasqueirão sábado que vem, as 16:20hs contra o Avai. É o jogo da permanência na B. Casa cheia é obrigação.

Ficha Técnica

Local: Estádio Frasqueirão, Natal - RN.
Público: 7.768 torcedores.

Árbitro: Wagner do Nasci
mento Magalhaes - RJ.
Assistente 1: Lilian da Silva Fernandes Bruno - RJ.
Assistente 2: Silbert Faria Sisquim - RJ.
4º Árbitro: Suelson D França Medeiros - RN.

ABC(4): Wilson Júnior; Renato, Rogélio, Lino e Somália(1); Édson, Daniel Paulista, Erick Flores (Gílson) e Giovanni Augusto(1) (Wesley Bigú); Maurinho (Alvinho(1)) e Rodrigo Silva(1). Técnico: Roberto Fernandes.

ASA(1): Marcão; Jorginho, Cássio, Wellington e Thallysson; Jorginho, Gláuber (Diego Clementino), Basílio (Clayton Domingues) e Diego Rosa; Elionar Bombinha(1) (Wanderson) e Lúcio Maranhão. Técnico: Heron Ferreira.

Um comentário:

Breno Cardoso disse...

Fazia tempo que eu não gostava do futebol de Renato como gostei hoje