sábado, 2 de novembro de 2013

Falhas defensivas explicam clássico

O ABC empatou em casa com o América por 3 gols e agora precisa se acertar em campo ou morrerá na praia. Os gols do jogo foram de Rodrigo Silva duas vezes e Edson para o ABC, enquanto Regis e Pardal duas vezes marcaram para o América. 

Diferente do que é habitual em clássicos, o desta tarde foi bastante movimentado, com duas viradas e empate no finalzinho. A pergunta que fica é: Alguém ficou satisfeito? Não mesmo. 

O ABC foi a campo com o que tinha de melhor, a exceção do volante Daniel Paulista. Armado naquele 4-2-2-2, meio que com um quadrado no meio campo que conseguiu bons resultados na Serie B. Só que nem tudo são flores, o esquema está manjado e dificilmente o ABC repete a escalação do time de um jogo para o outro. 

Vou escrever agora algo que se repete jogo sim e outro também e que já não dá para disfarçar, o que exemplifica os defeitos do jogo de hoje. As costas dos Bigu estão desprotegidas, todo e qualquer adversário que cai por ali faz a festa. A entrada da área do ABC está com pouca pegada, os zagueiros jogam sempre bastante separados, isso por que os volantes estão sempre atrasados, ou seja, um corredor no meio da defensiva. Isso sem falar nas falhas de sida de bola. A meia cancha está pouco produtiva, principalmente Giovani Augusto, que está disperso e não consegue conectar nenhum passe de qualidade. 

Para exemplificar o que foi dito aqui eu vou relatar os gols adversários e depois os gols ABCdistas para que a turma veja como isso influenciou no resultado de hoje. 

Gol 0 x 1: A bola é espirrada da defesa rival para o ataque, Max com um toque deixa o meia Regis livre no meio da zaga avançar e marcar. (Cadê o sistema defensivo?)
Gol 1 x 1: Somália rouba a bola e lança Bileu, que avança toca para Gilmar que cruza para Rodrigo Silva marcar. (Cadê os meias?) 
Gol 2 x 1: Somália tenta achar Timbó, a bola passa encontra Gilmar que em velocidade cruza mais uma para Rodrigo Silva marcar de novo. (Cadê os meias?)
Gol 2 x 2: Escanteio, Pardal pula por trás de Lino, Somália e Wilson Jr. e marca de cabeça. 
Gol 2 x 3: Regis lança a bola para Max no lado esquerdo da defesa ABCdista, nas costas de Bigu que voltava atrasado, Max chuta, Wilson defende e Pardal marca de novo.  
Gol 3 x 3: Cruzamento da intermediaria, falha a zaga e Edson cabeceia livre. 

Não tem muito mistério. O ABC não fez um bom jogo e o adversário aproveitou. 

O que chama a atenção é ver Maurinho mais uma vez em campo. É ver Erick Flores entrar no segundo tempo e não apresentar nada. É ver mais uma discussão entre jogadores durante o jogo, dessa vez entre Bileu e Bigu. É ver principalmente que a Série B do ABC está tão ou mais encrespada agora do que estava a 15 rodadas. É bola para frente. 

Sábado que vem, dia 09 de novembro as 16:20hs, o ABC recebe o Icasa no Frasqueirão. Jogo dificílimo, já que o Icasa faz uma senhora campanha e o ABC está se enrolando rodada após rodada.  

Ficha Técnica

Local: Estádio Frasqueirão, Natal/RN.
Público: 7.296 presentes.

Árbitro: Wilson Luiz Seneme(SP).
Assistente 1: Marcio Eustáquio S Santiago(MG).
Assistente 2: Luiz Claudio Regazone(RJ).
4º Árbitro: Ítalo Medeiros de Azevedo(RN).

ABC(3): Wilson Júnior, Somália (Erick Flores), Flávio Boaventura, Lino e Wesley Bigu; Edson(1), Bileu, Júnior Timbó e Giovanni Augusto (Maurinho); Rodrigo Silva(2) e Gilmar (Pingo). Técnico: Roberto Fernandes.

América(3): Andrey, Norberto, Cleber, Zé Antônio e Wanderson; Márcio Passos (Cascata), Fabinho, Coutinho e Régis(1) (Adílson); Max e Rodrigo Pimpão (Adriano Pardal(2)). Técnico: Leandro Sena.

Um comentário:

Gilvandro disse...

Só discordo quando você diz que o adversário aproveitou. Muito pelo contrário, apesar de ser superior a maior parte do jogo, notadamente no segundo tempo, o América não soube aproveitar e traduzir a superioridade em gols. Somente o centroavante Max perdeu dois gols feitos, só ele e o goleiro. Uma coisa tem que ser dita, os times se equivalem, mas o América levou vantagem no aspecto físico, até por que o time que entrou em campo hoje pelo ABC, há muito tempo não jogava junto. Já o América vem num sequência boa, após a entrada de Leandro Sena, que encaixou os jogadores certos ao seu esquema tático. Para o ABC fica o alento, que o ataque foi muito eficaz, pois foi quase 100%, já que o goleiro Andrey fez apenas duas defesas no jogo.