domingo, 6 de outubro de 2013

Torcedor é sempre o bode expiatório

Desde ontem, venho escutado vozes culpando o torcedor pelo caos que ocorreu ontem no Frasqueirão.

Torcedor como sempre, é o bode expiatório da história e leva a culpa por tudo. É isso que a impren$a, a diretoria e os torcedores de diretoria querem impor goela abaixo.

É muito fácil transferir a culpa para a parte mais fraca da história.

Diante do tumulto ocorrido, além da PM, a diretoria ficou totalmente ausente e omissa em contornar a situação.

No tumulto no portão C só vi um pobre funcionário terceirizado que estava mais perdido que cego em tiroteio.

Independente do torcedor entrar no estádio 2 horas antes ou em cima da hora, é dever da organização do jogo propiciar tratamento digno ao torcedor. Que se fizesse uma fila indiana, p. exemplo. O torcedor tem o direito de entrar e sair do estádio na hora que bem entender, ele merece respeito em sua integridade física.

O marketeiro, o presidente de fato, o blogueiro ácido que adora posar de eminência parda no CD e o presidente de direito deveriam estar no portão C, orientando, contornando a falha provocada pelo pouco contingente da PM. No entanto, todos eles se esconderam. Passaram a imagem que não estavam nem aí para o fato de que haviam senhoras, idosas e crianças sendo espremidas e correndo risco de vida.

E outra, ficou patente que, para ser bem tratado pelo clube, tem que ser no mínimo Sócio-Mais ABC, o plano que dar direito a entrada gratuita, porque mesmo os sócios com planos mais baratos tiveram um tratamento muito ruim, isso sendo bem bonzinho. E os que não são associados, esses merecem ser tratado a ferro e fogo, essa é a impressão.

Nenhum comentário: