sábado, 27 de julho de 2013

Manifesto pessoal contra a assinatura do contrato com o consórcio Arena das Dunas/OAS

É indubitável que a localização do Arena das Dunas é muito mais central que a do Frasqueirão.

Por essa região passam ônibus de todas regiões da cidade, e até mesmo das linhas intermunicipais.

Para este ordinário blogueiro, por exemplo, o estádio fica a 400 metros do meu domicílio. E mais do que nunca quero sim que o ABC jogue "no meu quintal".

Enfim, é um estádio de fácil acesso para o grosso da Frasqueira e se o mesmo não sofrer da lucianohuckzação que vem assolando essas novas arenas (o que fizeram com o Maracanã é algo imperdoável), o povão agradece.

Falando assim, parece fácil dizer que o ABC deva logo assinar com a OAS/Arena das Dunas.  Mas não é assim que a banda toca.

É preciso vislumbrar a fundo o presente e o futuro do clube para constatar que se tal fato acontecer, os dirigentes poderão está assinando o atestado de óbito da instituição ABC Futebol Clube que conhecemos hoje, ainda que a morte seja de maneira lenta e dolorosa.

A começar pelo valor proposto: R$ 2 milhões de luvas por um contrato (sic) de 5 anos. Esse numerário o ABC poderia conseguir levantá-lo facilmente se houvesse uma gestão profissional dentro do clube. 

Peguemos o Sócio Mais Querido. O programa até hoje não tornou o clube autosustentável e continua dependente dos resultados que acontece no futebol. Se o time tá mal, a tendência é que o associado atrase ou simplesmente abandone, já que o programa não apresenta qualquer atrativo, produto ou serviço alternativo para lhe dar sustentação.

A instalação do placar eletrônico novamente foi equivocada e vai se tornar um elefante branco caro e dispendioso, pois a ideia de colocá-lo na parte de frente ao Frasqueirão de forma a ser utilizado como publicidade eletrônica para a área externa do estádio foi abandonada e com isso o mesmo continuará "escondido".

Enfim, se apenas esses dois itens fossem bem geridos, o ABC já teria uma receita consistente para esnobar essa quantia de R$ 2 milhões.

Mas não é só isso. Com o ABC jogando a maioria de seus jogos na Arena das Dunas - como está proposto no contrato- o Frasqueirão ficará ocioso. Inclusive já noto um certo abandono com o fechamento de algumas lanchonetes de renome e com os problemas na infraestrutura do estádio.

O que a diretoria e os conselheiros do ABC precisam fazer nesse momento é justamente o contrário, buscar valorizar a estrutura construída, o patrimônio que possui, transforma-lo numa máquina de fazer dinheiro para o clube e propiciar prazer e satisfação para os torcedores-consumidores.

O patrimônio material e imaterial do ABC permite que a negociação com a Arena das Dunas/OAS seja dura. Não se trata de um contrato de adesão.

O ABC, por mais dívidas que tenha, por mais pífia que seja a campanha na Série B, tem total moral e história para pegar a minuta, ler e modificar as cláusulas leoninas e lesivas aos interesses do clube. Se a Arena das Dunas/OAS rejeitar nossas exigências, azar deles. São eles que precisam de clubes de massa para gerar receita. E o Frasqueirão, ao longo desses 07 anos, nos serviu muito bem, obrigado.

A impressão que fica é que a diretoria está desesperada para ter esses R$ 2 milhões em mãos, sob o argumento de que com isso a permanência na Série B estará assegurada. É uma quantia pífia, ainda mais quando se especula na cidade que a dívida do ABC beira os R$ 10 milhões.

Enfim, na reunião de segunda-feira defenderei a instituição ABC Futebol Clube votando CONTRA a assinatura do contrato, pois não aceito que o clube para o qual escolhi torcer e que me escolheu como Conselheiro nesse triênio seja vendido a preço de banana.

E com meus argumentos, junto me a brilhante explanação feita pelo colega Ricardo Couto, que desnudou o tamanho do rombo que o ABC Futebol Clube  sofrerá.

Gustavo Lucena

Acessem:

2 comentários:

Luciano disse...

Estou contigo Gustavo!

Breno Cardoso disse...

Eu não gosto muito da Idéia de jogar na Arena das Dunas porque o ABC já tem sua casa e não precisa de outro estádio pra jogar (ao contrário do outro time da cidade).

Eu penso justamente isso aí, se o ABC precisa do dinheiro é por causa da ineficiência da nossa diretoria, que contraiu várias dívidas por causa de "murrinhas" que foram contratadas.

Além disso, tem o "nacionalismo", pois o Frasqueirão é NOSSO!!! e tem que ser nossa verdadeira casa, o caldeirão do Mais Querido!!! O estádio Frasqueirão tem sempre que estar vinculado às conquistas do ABC. Nele já conquistamos 2 acessos e alguns títulos.