domingo, 28 de julho de 2013

Desvirginado

Em jogo movimentado o ABC venceu o Paysandu por 3 a 0, com gols de Guto, Pingo e Bileu. O ABC permanece na lanterna, a quatro pontos da linha d’água.

É difícil comentar um jogo como este, jogo em que o mais importante foi o resultado. Um jogo em que todos os torcedores foram para suas residências satisfeitos com o resultado. Vou tentar não fazer inimigos e começar pelo que dá certo.


Bileu e Edson vem se consolidando como os volantes principais desta equipe. Bileu é o volante do passe mais longo, até certo ponto exageradamente longo, e Edson é o volante da força física. É sem duvida o ponto de equilíbrio da defesa Alvinegra que começa a se acertar. No jogo de hoje tiveram papel importantíssimo, tiveram que anular dois bons adversários, Eduardo Ramos e Iarley.

O lateral esquerdo Guto vem se fixando na posição. Não é uma Brastemp, mas à medida que os jogos passam, o lado esquerdo aparece mais e melhor ofensivamente, defensivamente já começa a passar segurança ao time. É um avanço.

Lino, Boaventura e Renato são regulares, vão sempre bem. Apenas Renato é que tem seu futebol vinculado a qualidade de seus adversários. Para registro, Rafael hoje foi muito seguro.

Agora é que são elas.

A correria excessiva em momentos do jogo. Cadê a cabeça pensante? No primeiro tempo o ABC faz 1 a 0 e o time recua, passa a usar os estirões da defesa para o ataque. O Paysandú passa um bom tempo babando e quase empatou. Tony hoje não esteve bem, mas quando está, apenas consegue fazer a bola girar, sem profundidade.

Diogo Barcelos e Erick Flores não distribuem o jogo, mesmo que teoricamente eles sejam meio campo (a imprensa adora dizer isso). Como eu já disse anteriormente, eles atuam muito mais como atacantes de lado, tentando acionar Vanderley que é outro “beiradista”. Resultado, chances, chances e chances, sem gols. É um drama.

Alguém procurando uma “doze” para me dar um tiro diz – Ei, mas o jogo foi 3 a 0!!!!

Exatamente, no primeiro lance uma triangulação pelo meio lança Bileu por trás da zaga que cruza, a bola bate em todo mundo e sobra para Guto chutar de fora da área. No segundo gol Renato recebe lançamento na linha de fundo, cruza no pé de Leandro Santos, que conceguiu fazer uma tabelinha canela com canela, espirrando a bola para Pingo marcar depois de outro “sassarico canelistico”. No terceiro, Bileu quebrou a banca de apostas ao marcar um golaço, carregando pela esquerda, tirou dois da jogada e chutou no cantinho do adversário. O ataque mandou lembrança.

O ABC melhorou, mas é um time descompensado sem ter quem empurre a bola para as redes.

Já na próxima terça, o Alvinegro vai a São Caetano do Sul enfrentar o Azulão. O jogo começará as 21:50hs.

Ficha Técnica

Local: Estádio Frasqueirão, Natal/RN.
Publico: 2.437 pagantes.

Arbitro: Francisco de Assis Almeida Filho (CE).
Assistente 1: Francisco Rudson Rocha Aquino (CE).
Assistente 2: Anderson Silveira Ribeiro (CE).
4º Arbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN).

ABC(3): Rafael Robalo, Renato, Boaventura, Lino e Guto(1); Bileu(1), Edson, Diogo Barcelos(1) (Pingo) e Tony (Leandro Santos); Erick Flores e Wanderlei(Alvinho). Técnico: Waldemar Lemos.


Paysandu(0): Marcelo, Yago Pikachu, Fábio Sanches, Raul e Alex Gaibú; Ricardo Capanema (Vanderson), Zé Antônio, Jean (Marcelo Nicácio) e Eduardo Ramos; Careca e Iarley. Técnico: Givanildo Oliveira.

2 comentários:

Breno Cardoso disse...

Coisa Boa, só mesmo essa vitória pra motivar os caras de verdade, espero que essa seja somente a primeira de uma sequencia

diegoivan1982 disse...

Por enquanto esta vitoria pode ser somente um fator motivacional. O time tem muito problemas.